Da Universidade à Escola: Pibid/química/Ulbra e os saberes da docência

  • Everton Bedin
Publicado
2017-10-13
Considerando que quanto mais cedo os futuros professores conhecerem a realidade do contexto educacional a formação e a construção de saberes destes acontecerão de forma ativa e emancipatória, este artigo traz resultados de uma pesquisa realizada junto aos pibidianos do subprojeto Pibid/química/Ulbra, a fim de averiguar, por meio de um questionário semi-estruturado, analisado de forma quali-quantitativa, como o projeto Pibid/química/Ulbra tem influenciado à construção de saberes docente na inter-relação entre graduando, professor, aluno e escola. No termino, foi possível averiguar que os saberes docentes não são ações ou processos que se encontram prontos, mas que o Pibid tem proporcionado esta construção de forma prática e qualificada.
Palabras clave: Pibid, Saberes, Formação docente. (es)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Bedin, E. (2017). Da Universidade à Escola: Pibid/química/Ulbra e os saberes da docência. Tecné Episteme Y Didaxis: TED. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/4754

Brasil. (2007). Ministério da Educação e Cultura. Decreto nº 6.094 de 24 abril de

, que dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromissos

Todos pela educação.

Brasil. (2009). Ministério da Educação e Cultura. Portaria Normativa da CAPES nº

, de 16 de setembro de 2009. Cria o Programa Institucional de Bolsa de

Iniciação à Docência (PIBID). Brasília.

Nóvoa, A. (1992). Os professores: Um novo objeto de investigação educacional.

Porto: Porto Editora.

Tardif, M. (2002). Saberes docentes e formação profissional. 2. ed. Petrópolis:

Vozes.