Configurações curriculares e práticas educativas com abordagem CTS na educação básica no ensino de ciências

Curricular configurations and educational practices with an STS approach in basic education in the teaching of science

  • Guilherme Schwan Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Rosemar Ayres dos Santos Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Leonardo Priamo Tonello Universidade Federal da Fronteira Sul
Publicado
2019-10-11

Este trabalho apresenta uma revisão bibliográfica de cunho qualitativo nos anais das edições do Encontro Nacional de Pesquisa em Ensino de Ciências no período de 1997 a 2017, no qual investigamos: de que forma são desenvolvidos temas de perspectiva Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS) na Educação Básica, objetivando identificar e analisar possíveis dificuldades e avanços por parte dos professores em desenvolver trabalhos em sala de aula na perspectiva curricular do enfoque CTS. A qual segue, metodologicamente, de acordo com Análise Textual Discursiva, que é estruturada em três etapas: unitarização, categorização e comunicação. Os resultados são apresentados em duas categorias: Perspectivas curriculares desenvolvidas em sala de aula; discutindo a necessidade de reforma curricular que envolva os agentes formuladores de currículo que se envolvam e participem ativamente da construção curricular, e Estruturação curricular na Educação Básica; na qual abordamos a estrutura que se compõe o currículo buscando aproximações dos pressupostos de educador Paulo Freire ao enfoque CTS e a forma de desenvolvimento desses trabalhos: disciplinar, interdisciplinar trazendo para esse contexto as contribuições para a Educação em Ciências com a utilização de currículos temáticos. Em grande parte dos trabalhos percebemos, que práticas educativas são fundamentadas pela abordagem temática com significado local/social, nas quais os temas foram selecionados, muitos de forma interdisciplinar, de maneira a estimular os estudantes a desenvolver uma análise crítica dos riscos/benefícios que as novas tecnologias inseridas em seu cotidiano podem trazer para suas vidas, havendo, assim, uma aproximação com a articulação da abordagem temática Freire-CTS.

Palabras clave: STS, Paulo Freire, Curriculum, Interdisciplinarity, Educational Practices (en)
Palabras clave: CTS, Freire, Currículo, Interdisciplinaridade, Práticas Educativas (pt)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Schwan, G., Ayres dos Santos, R., & Priamo Tonello, L. (2019). Configurações curriculares e práticas educativas com abordagem CTS na educação básica no ensino de ciências. Bio-grafía, 946-957. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/bio-grafia/article/view/10993
Auler, D. (2007). Enfoque Ciência-Tecnologia-Sociedade: pressupostos para o contexto brasileiro. Ciência & Ensino, 1(especial), 01-20.
Auler, D. (2002). Interações entre Ciência-Tecnologia-Sociedade no Contexto da
Formação de Professores de Ciências (Tese de Doutorado), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.
Auler, D., & Delizoicov, D. (2006). Ciência-tecnologia-sociedade: relações estabelecidas por professores de ciência. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, 5 (2), 337-355.
Bernardo, J.,R.R., Vianna, D.M., & Silva, V.H.D. (2011). Introduzindo questões sociocientíficas na sala de aula: um estudo de caso envolvendo produção de energia elétrica, desenvolvimento e meio ambiente. ENPEC, Campinas, SP, Brasil, 8.
Bernardo, J. R. R., Silva, V.H.D. Fontoura, & H.A. Vianna, D.M. (2005). A Construção Do Conceito De Potência Como Um Conceito Universal Na Física. Atas do ENPEC, Bauru, SP, Brasil, 5.
Dal Moro, G.A., Braga M.M., & Garcia, N.M.D. (2011). A abordagem CTS em uma atividade didática interdisciplinar de Física e Geografia CTS. ENPEC, Campinas, SP, Brasil, 8.
Firme, R.N., & Amaral, E.M.R. (2007). Analisando a implementação de uma abordagem CTS em sala de aula de Química. ENPEC, Florianópolis, Brasil, 6.
Fraile, O.O., & Compiani, M. (2011). Caminhos em direção a uma educação CTS baseada no lugar. ENPEC, Campinas, SP, Brasil, 8.
Freire, P. (2005). Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra.
Freire, P. (2009). Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do
oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra
Garrido, A., Sangiogo, F.A., Pastoriza, B., & Valesca, A. (2017). Um olhar para a perspectiva CTS para formação cidadã em aulas de Química do ensino médio. ENPEC, Florianópolis, SC, Brasil, 11.
Goodson, I. (2007). Currículo, narrativa e o futuro social. Revista Brasileira de Educação,12(35), 241-252.
Japiassu, H. (1976). Interdisciplinaridade e patologia do saber. RJ: Imago.
Krasilchik, M. (1987). O Professor e o Currículo Das Ciências. São Paulo: EPU.
Leal, M. C., & Gouvêa, G. (1999). Ensino de Ciências e Ciência Tecnologia e Sociedade: Comparando Perspectivas no Ensino Formal e Não Formal. ENPEC. Águas de Lindóia, SP, Brasil, 2.
Lourencetti, A.P.S., Macedo, J.C.P., Martins, L.G.D., Alessandre, N. R., Lopes, N.C., & Preta, T. S. C. (2017). Ação e reflexão na formação inicial de professores: análise de atividades do PIBID com alunos de educação básica. ENPEC, Florianópolis, SC, Brasil. 11.
Magalhães, A. M., & Castro, P. M. (2015). Agenda 21 na perspectiva de CTS e suas contribuições para a alfabetização científica em uma escola pública estadual de Roraima. ENPEC, Águas de Lindóia, SP, Brasil, 10.
Moraes, R., & Galiazzi, M. C. (2006). Análise Textual Discursiva de Múltiplas Faces. Ciência & Educação, 12(1), 117-128.
Muenchen, C., Griebler, A., Santini, E.L., Forgiarini, M.S., Strieder, R.B., Hunsche, S., Gehlen, S.T., & Auler, D. (2005). Enfoque CTS: Configurações Curriculares Sensíveis à temas Contemporâneos. ENPEC, Águas de Lindóia, SP, Brasil, 5.
Oliveira, E.T., & Freitas, D. F. (2017). A educação CTS nos anos iniciais: um olhar sobre a Proposta Curricular de Ciências de Itacoatiara/Amazonas. ENPEC, Florianópolis, SC, Brasil, 11.
Sacristán, J.G. (2000). O currículo: uma reflexão sobre a prática. PoA: Artmed.
Santana, R.C.M., Terra, V.R., Leite, & S.Q.M. (2017). Do caldo de cana ao açúcar: estudo cultural com enfoque e CTS/CTSA na educação química interdisciplinar. Atas do ENPEC, Florianópolis, SC, Brasil, 11.
Santos, R.A. (2016). Busca de uma participação social para além da avaliação de
impactos da Ciência-Tecnologia na Sociedade: Sinalizações de práticas
educativas CTS (Tese de Doutorado). UFSM, RS, Brasil.
Santos, W.L.P. (2012). Educação CTS e cidadania confluências e diferenças.
Amazônia, Belém, Brasil, 9 (17), 49-62.
Santos, W.L.P. (2008). Educação científica humanística em uma perspectiva freireana: resgatando a função do ensino de CTS. Alexandria, 1(1), 109-131.
Sasseron, L.H., & Carvalho, A.M.P. (2007). Ensino Por CTSA: Almejando A Alfabetização Científica no Ensino Fundamental. ENPEC, Florianópolis, Brasil, 6.
Silva, C.A.G., & Stuchi, A.M. (2017). Dificuldades encontradas por professores de Biologia para planejar aulas envolvendo questões sociocientíficas no Ensino Médio. ENPEC, Florianópolis, SC, Brasil, 11.
Silva, F.L. Pessanha, P.R., & Bouhid, R. A. (2011). Abordagem do tema controverso radioatividade/energia nuclear em sala de aula no Ensino Médio – um estudo de caso. ENPEC, Florianópolis, SC, Brasil. 8.