A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil

Community Environmental Education with Family Farmers in Situations of Risk Due to the Use of Pesticides in the State of Goiás, Brazil

La educación ambiental comunitaria con agricultores familiares en situaciones de riesgo

Publicado
2023-07-01

Este artículo de investigación relata parte de un proceso de educación ambiental comunitaria realizado con agricultores familiares en situación de riesgo por el uso de pesticidas en Brasil, siendo desarrollado durante siete años con cerca de 102 personas, entre adultos y jóvenes, de una pequeña comunidad de agricultores familiares, ubicada en un distrito de Anápolis, en Goiás, Brasil. El estudio consiste en una investigación acción del Centro de Investigaciones y Estudios en Formación Docente y Educación Ambiental (NUPEDEA), que tiene como objetivo empoderar a las personas sometidas a situaciones de vulnerabilidad social por el uso y exposición a venenos. La investigación se desarrolla en los espacios de la Institución, en los lugares de trabajo de los campesinos y en la escuela rural de la comunidad. La base teórico-metodológica que orienta la actuación es la perspectiva crítica de la educación ambiental en diálogo con la educación rural. En ese contexto, los datos fueron/son recolectados a partir de experiencias cotidianas y a través de instrumentos cualitativos/cuantitativos, analizados por medio del Análisis de Contenido. De esta forma, con el desarrollo de acciones planificadas y ejecutadas a través de la educación ambiental comunitaria, presentamos los posibles caminos para empoderar agricultores frente a riesgo por el uso de plaguicidas.

Palabras clave: educação ambiental comunitária, agricultores familiares, agrotóxicos, educação do campo (pt)
educación ambiental comunitaria, agricultores familiares, pesticidas, educación rural (es)
community environmental education, family farmers, pesticides, rural education (en)

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). (2015). Acesso à informação - Saúde. Órgão do Governo. Em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br. Acesso em: 02 mar. 2023.

Ammann, S. B. (1987). Participação social. Editora Cortez & Morais. Baquero, R. V. A. (2012). Empoderamento: instrumento de emancipação social? Uma discussão conceitual. Revista Debates, (06), 173-187. https://doi.org/10.22456/1982-5269.26722 DOI: https://doi.org/10.22456/1982-5269.26722

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. Edições 70.

Bogdan, R. e Biklen, S. (1994). Investigação qualitativa em educação. Editora Porto.

Caldart, R. S. (2011). A educação do campo e a perspectiva de transformação da forma escolar. In Munarim, A.; Beltrame, S.; Conde, S. F.; Peixer, Z. I. (Org.), Educação do campo: reflexões e perspectivas. Insular.

Caldart, R. S. (org.). (2010). Reflexões desde práticas da licenciatura em Educação do campo. Expressão Popular.

Caldart, R. S., Pereira, I. B., Alentejano, P. e Frigotto, G. (Org.). (2012). Dicionário da Educação do Campo. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio: Expressão Popular, Em: http://www.epsjv.fiocruz.br/publicacao/livro/dicionario-da-educacaodo-campo.

Carneiro, F.F.; Pignati W; Rigotto, R.M.; Augusto, L. G. S.; Rizollo, A.; Muller N.M. (2015) Dossiê ABRASCO. Um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde. Agrotóxicos, Segurança Alimentar e Nutricional e Saúde. ABRASCO.

Carvalho, I. C. M. (2012). Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. Editora Cortez.

Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002. Regulamenta a Lei nº 7.802, de 11/07/89. Diário Oficial [da] República do Brasil, Brasília, DF, 2002. Em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2002/d4074.htm

Demo, P. (2009). Metodologia científica em ciências sociais. Atlas.

Dias, G. F. (1994). Educação ambiental: princípios e práticas. Editora Gaia.

Fernandes, B. M., e Molina, M. C. (2004). O Campo da Educação do Campo. In M. C. Molina e M. S. A. de Jesus (Orgs.), 3 Contribuições para a construção de um projeto de Educação do Campo (pp. 32–53). Articulação Nacional “Por Uma Educação do Campo”.

Oliveira, A. S. d. (2020). A intervenção social de um núcleo de pesquisas e estudos do IFG em uma comunidade de agricultores familiares em situações de risco pelo uso de agrotóxicos. In F. Schimidt e C. d. M. e. Silva Neto (Orgs.), Meio ambiente e desenvolvimento sustentável (pp. 154–170). Editora IFG. Em: https://editora.ifg.edu.br/editoraifg/catalog/download/50/29/256-1?inline=1

Ferreira M. L. P. C. (2015). A pulverização aérea de agrotóxicos no Brasil: cenário atual e desafios. Revista de Direito Sanitário, (15), 18-45. Em: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9044.v15i3p18-45. Acesso em: 16 jun. 2023. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9044.v15i3p18-45

Flick, U. (2009). Introdução à pesquisa qualitativa. Editora Artmed.

Foladori, G. (2001). Limites do desenvolvimento sustentável. Editora Unicamp.

Friedmann, J. (1992). Empowerment: the politics of the alternative development. Blackwell Publishers.

Gamboa, S. S. (2007). Pesquisa em Educação – métodos e epistemologias. Argos.

Gatti, B. A. (2002). A construção da pesquisa no Brasil. Liber Livro Editora.

Gohn, M. G. (2004). Empowerment and community participation in social policies. Saúde e Sociedade, (13), 20-31. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902004000200003

González Gaudiano, E. (2002). Revisitanto la história de la educación ambiental. In Sauvé, Lucie; Orellana, I.; Sato, M. (Org.). Textos escolhidos em educação ambiental: de uma América à outra. Publications ERE-UQAM.

González, Gaudiano. (1999). Environmental education and sustainable consumption: the case of Mexico. The Canadian Journal of Environmental Education, (04), 176-187.

González, Gaudiano. (2000).Complejidad em educación ambiental. Tópicos em Educación Ambiental, (02), 21 -32. Em: https://www.researchgate.net/publication/234750912_Complejidad_en_Educacion_Ambiental

Guimarães, M. (2004) EAC. In MMA. Secretaria Executiva. Diretoria de Educação Ambiental (Org.). Identidades da educação ambiental brasileira. MMA.

Guimarães, M. (2007).Educação ambiental: no consenso um embate? Campinas: Editora Papirus.

Guimarães, M. (2009). A dimensão ambiental na educação. Campinas: Editora Papirus.

Guimarães, M. (2011). Armadilha paradgmática na educação ambiental. In Loureiro, C. F. B. et al. (Org.) Fusari, J. C.; André, M.; Paro, V. H. (Ed.). Pensamento complexo, dialética e educação ambiental. (2ª ed.) Cortez.

Horochovski, R. R.; Meirelles, G. (2007). Problematizando o conceito de empoderamento. In: Seminário Nacional de Movimentos Sociais, Participação e Democracia, (02), 485-506.

Jacobi, P. R. (2005). Educação ambiental: o desafio da construção de um pensamento crítico, complexo e reflexivo. Educação e Pesquisa, (31), 233-250. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022005000200007

Kolling, E. J.; Cerioli, P. R.; Caldart, R. S. (2002). Educação do campo: identidade e políticas públicas. Articulação Nacional por uma Educação do Campo.

Kolling, E. J.; Nery, I. J.; Molina, M. C. (Org.). (1999). A educação básica e o movimento social do campo. UnB.

Krasilchik, M. (2000) Reformas e realidade: o caso do ensino das ciências. São Paulo em Perspectiva, 14(1), 85 - 93. Em: http://www. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-88392000000100010

scielo.br/pdf/spp/v14n1/9805. pdf

Leff, E. (2010). Epistemologia ambiental. Editora Cortez.

Lei nº 7.802, de 11 de julho de 1989. Dispõe sobre a pesquisa, a experimentação, a produção, a embalagem e rotulagem, o transporte, o armazenamento, a comercialização, de agrotóxicos e dá outras providências.

Diário Oficial [da] República do Brasil Brasília, DF, 1989. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7802.htm.

Lima, G. F. C. (2009). EAC: do socioambientalismo às sociedades sustentáveis. Educação e Pesquisa, (35), 145 -163. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022009000100010

Loureiro, C. F. B. (2012).Trajetória e fundamentos da educação ambiental. Editora Cortez.

Ludke, M.; Andre, M. E. D. A. (1986). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. Editora EPU.

Martins, G. C. d. R. L. (2021). “Eu que plantei”: Educação ambiental frente ao consumo de agrotóxicos nos alimentos [Dissertação Mestrado – Programa de Pós- Graduação em Educação Profissional e Tecnológica], Instituto Federal de Goiás. Em: http://www.cefetgo.br/attachments/article/1045/Dissertação%20Gustavo.pdf

Mendonça, M. L. (2015). O Papel da Agricultura nas Relações Internacionais e a Construção do Conceito de Agronegócio. Revista Contexto Internacional, (37), 375 -402. Em: https://doi.org/10.1590/S0102-85292015000200002. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-85292015000200002

Molina, M. C. (2015). Educação do campo e o enfrentamento das tendências das atuais políticas públicas. Educação e Perspectiva, Viçosa, (6), 378 - 400. Em: https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v6i2.665.

Narayan, D. (2002). Empoderamiento y reducción de la pobreza. Banco Mundial em Coedição com Alfaomega Grupo Editor.

Oliveira, A. S. (2016). Os dilemas socioambientais no entorno do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros: uma análise pela perspectiva crítica da educação ambiental. [Tese de doutorado em Ciências Ambientais] Progama de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, Universidade Federal de Goiás, Goiás, Brasil.

Oliveira, A. S. (2022). O ensino de química no cultivo orgânico de alimentos e combate à fome no contexto da covid -19. In Anais do 35 Congresso Latinoamericano de Química e do 61 Congresso Brasileiro de Química (pp. 1–11). Associação Brasileira de Química.

https://repositorio.ifg.edu.br/handle/prefix/1351

Porto-Gonçalves, C. W. (2004). Os (des)caminhos do meio ambiente. Editora Contexto.

APA

Silva de Oliveira, A. (2023). A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, (54), 118–137. https://doi.org/10.17227/ted.num54-17410

ACM

[1]
Silva de Oliveira, A. 2023. A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil. Tecné, Episteme y Didaxis: TED. 54 (jul. 2023), 118–137. DOI:https://doi.org/10.17227/ted.num54-17410.

ACS

(1)
Silva de Oliveira, A. A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil. Tecné. Episteme. Didaxis: TED 2023, 118-137.

ABNT

SILVA DE OLIVEIRA, A. A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, [S. l.], n. 54, p. 118–137, 2023. DOI: 10.17227/ted.num54-17410. Disponível em: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/17410. Acesso em: 22 feb. 2024.

Chicago

Silva de Oliveira, Alessandro. 2023. «A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, n.º 54 (julio):118-37. https://doi.org/10.17227/ted.num54-17410.

Harvard

Silva de Oliveira, A. (2023) «A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil», Tecné, Episteme y Didaxis: TED, (54), pp. 118–137. doi: 10.17227/ted.num54-17410.

IEEE

[1]
A. Silva de Oliveira, «A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil», Tecné. Episteme. Didaxis: TED, n.º 54, pp. 118–137, jul. 2023.

MLA

Silva de Oliveira, A. «A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, n.º 54, julio de 2023, pp. 118-37, doi:10.17227/ted.num54-17410.

Turabian

Silva de Oliveira, Alessandro. «A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, no. 54 (julio 1, 2023): 118–137. Accedido febrero 22, 2024. https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/17410.

Vancouver

1.
Silva de Oliveira A. A educação ambiental comunitária com agricultores familiares em situações de riscos pelo uso de agrotóxicos no Brasil. Tecné. Episteme. Didaxis: TED [Internet]. 1 de julio de 2023 [citado 22 de febrero de 2024];(54):118-37. Disponible en: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/17410

Descargar cita

Citaciones

Crossref Cited-by logo
0

Métricas PlumX

Visitas

151

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.