A produção da energia elétrica fotovoltaica – um possível caminho para a sustentabilidade

The production of photovoltaic electrical energy - a possible way for sustainability

  • Rodrigo da Silva Carvalho Universidade Estadual do Paraná
  • Marcia Regina Royer Universidade Estadual do Paraná
  • Shalimar Calegari Zanatta Universidade Estadual do Paraná
Publicado
2019-10-11

De modo geral, a matriz energética brasileira esteve suportada na produção da energia hidroelétrica. O ideal é aproveitar os recursos naturais regionais. Por outro lado, o desenvolvimento tecnológico abre novas possibilidades, como por exemplo, a energia fotovoltaica. A energia fotoelétrica pode ser instalada em lugares distantes onde não há energia elétrica convencional, num sistema denominado off grid, o qual utiliza um conjunto de baterias para o armazenamento da produção excedente ou sistema on grid, o qual o excedente vai para a rede elétrica convencional, gerando créditos para o produtor-consumidor. Durante o processo de produção da energia fotovoltaica, não há emissão de gases como o dióxido de carbono (CO2) pelas termoelétricas, não gera dejetos radioativos, como nas nucleares e não precisa promover grandes inundações como nas hidroelétricas. Como resultado disto, tecnicamente a produção da energia elétrica fotovoltaica é uma das melhores opções para o Brasil, por ser um país tropical. Diante deste cenário, o objetivo deste trabalho foi avaliar os benefícios econômicos e ambientais advindos da utilização do sistema fotovoltaico on grid do Instituto Federal do Paraná (IFPR), Campus Paranavaí. Para isto, levantamos dados de produção e consumo entre o período de maio de 2017 a abril de 2019. Constatou-se que a produção de energia proporcionou uma economia de R$ 74.901,70, com produção anual de aproximadamente 107,34 MWh, equivalente a 30% da demanda do campus do IFPR. Ambientalmente, esta economia corresponde a uma estimativa de evitar a emissão de 109,4 toneladas de CO2/ano na atmosfera, quando comparado a uma termoelétrica.

Palabras clave: Renewable energies, sustainability, solar energy (en)
Palabras clave: Energias renováveis, sustentabilidade, energia solar (pt)
La descarga de datos todavía no está disponible.
da Silva Carvalho, R., Regina Royer, M., & Calegari Zanatta, S. (2019). A produção da energia elétrica fotovoltaica – um possível caminho para a sustentabilidade . Bio-grafía, 1224-1234. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/bio-grafia/article/view/11070
ANEEL. (2018). Agência Nacional de Energia Elétrica. Caderno Temático da ANEEL - Micro e Minigeração Distribuída: Sistema de Compensação de Energia Elétrica. Brasília. Recuperado em 03 de maio de 2019 de http://www.aneel.gov.br/documents/656877/14913578/Caderno+tematico+Micro+e+Minigera%C3%A7%C3%A3o+Distribuida+-+2+edicao/716e8bb2-83b8-48e9-b4c8-a66d7f655161.
EPE. (2018). Empresa de Pesquisa Energética. Balanço Energético Nacional: ano base 2017. Rio de Janeiro- RJ.
Fronius solar.web (2019). Recuperado em 26 de maio de 2019 de https://www.solarweb.com/
IEA. (2018). International Energy Agency. Key world energy statistics. Paris. OECD/IEA.
Kemenes, A. (2008). As hidrelétricas e o aquecimento global. Ciência hoje, 41 (245), 20-25.
Lasnier, F. & Ang, G.T. (1990). Photovoltaic engineering handbook. Bangkok: IOP Publishing Ltda.
Nascimento, R. L. (2017). Energia solar no brasil: situação e perspectivas. Consultoria legislativa: Câmara dos deputados.
Pereira, E. B.; Martins, F. R.; Gonçalves, A. R.; Costa, R. S.; Lima, F.J. L; Rüther R.; Abreu, S. L.; Tiepolo, G. M.; Pereira, S. V. & Souza, J. G. (2017). Altas Brasileiro de Energia Solar. 2.ed. São José dos Campos: INPE.
Piccini, A. R.; Denardi, A. M.; Guimarães, G. C.; Fardim, D. A.; Silva, L. R. C.; Rezend, J. O. & Oliveira, T. L. (2018). Avaliação do sistema fotovoltaico conectado à rede no IFPR campus Paranavaí. In Simpósio de Controle e Processos Industriais. Anais. Paranavaí.
Rella, R. (2017). Energia solar fotovoltaica no Brasil. Revista de Iniciação Científica, Criciúma, 15(1), 28-38.
Silva, R. M. (2015). Energia Solar no Brasil: dos incentivos aos desafios. Brasília: Núcleo de Estudos e Pesquisas/CONLEG/Senado. Recuperado em 23 de maio de 2019 de www.senado.leg.br/estudos.