Investigación compleja esbozada por el análisis interdisciplinario de los procesos de enseñanza y aprendizaje

Complex Research Outlined for the Interdisciplinary Analysis of the Teaching and Learning Process

Investigação complexa esboçada pelo análise interdisciplinar dos procesos de ensino e aprendizagem

  • Rosana Figueiredo Salvi
Publicado
2016-09-27

Resumen (es)

El mundo contemporáneo pasa por procesos de rápidos y profundos cambios. Un aspecto de este periodo es la aceptación de que las teorías, los conceptos, los modelos y las soluciones considerados suficientes para resolver problemas científicos y sociales, en la actualidad son objeto de cuestionamiento. Esto lleva a pensar que lo que está en crisis es el modelo general de la civilización. La aceptación de este supuesto implica la bús- queda de prácticas que anhelan diferentes diseños de investigación. Inter, multi y transdisciplinariedad aparecen como alternativas para el diálogo y la integración de los conocimientos que se dan por separado. Se asume la composición entre teorías, métodos y temas de investigación con el fin de ampliar la comprensión de los problemas en el campo de la investigación de los procesos de enseñanza y aprendizaje. En este texto se usan ejemplos inspirados en las actividades de un grupo de estudios multidisciplinarios con el fin de demostrar las posibilidades de acuerdos de investigación guiados por estrategias múltiples y mixtas para lograr diseños de investigación complejos. Desde diferentes perspectivas de investigación presenta el resultado de un enfoque interdisciplinario en el campo de la educación científica. 

Resumen (en)

The contemporary world goes thorough processes of rapid and deep changes. This period is marked, among other factors, by the acceptance of the fact that theories, concepts, models and solutions considered sufficient in solving scientific and social problems are being questioned. This suggests that the real crisis is associated with this model of civilization. Accepting this assumption implies searching practices that look for different research designs. Inter, multi, and transdisciplinarity appear as alternatives that enable dialogue and the integration of knowledges that occur independently. It will be a composition made up of theories, methods and research topics in order to broaden the understanding of common problems in the field of research on the teaching and learning process. This article presents examples inspired by the activities of a multidisciplinary studies group in order to show potential research agree- ments led by multiple and mixed strategies, aimed at getting complex research designs. The result of an interdisciplinary approach in the field of science education from different investigative perspectives is presented. 

Resumen (pt)

O mundo contemporâneo passa por processos de rápidas e profundas transformações. Um dos aspectos desse período reside na aceitação de que teorias, conceitos, modelos e soluções anteriormente considerados suficientes na resolução de problemas científicos e sociais passam por um crivo crítico e se dão como alvo de questionamentos, levando a pensar que o que está em crise é o modelo geral de civilização. Aceitar tal pressuposto implica na busca de práticas que almejem diferentes desenhos de pesquisas. Inter, multi e transdisciplinaridade aparecem como alternativas para o diálogo entre saberes, integrando conhecimentos que se dão em separado. Pressupõe-se a composição entre teorias, métodos e temas de pesquisa a fim de ampliar o entendimento acerca de problemas frequentemente enfrentados no campo da investigação dos processos de ensino e aprendizagem. No presente artigo, faz se uso de exemplos inspirados nas atividades de um grupo de estudos multidisciplinar com o objetivo de demonstrar possibilidades de arranjos de pesquisa norteados por estratégias múltiplas e mistas para alcançar desenhos de pesquisa complexa. Sob diferentes perspectivas investi- gativas apresenta-se o resultado de um olhar interdisciplinar no campo da educação científica. 

Palabras clave: Complex research designs, research, arrangements, interdisciplinarity, teaching and learning (en)
Palabras clave: Diseños de investigación compleja, investigación, arreglos, interdisciplinaria, enseñanza y aprendizaje (es)
Palabras clave: Desenhos de pesquisa complexa, arranjos de pesquisa, interdisciplinaridade, ensino e aprendizagem (pt)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Rosana Figueiredo Salvi

Graduação em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987). Mestrado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (1992). Doutorado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (2000). Docente do Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Londrina, atuando na graduação na área Epistemologia da Geografia e na pós-graduação nas áreas de Ensino de Geografia e Educação Científica nos níveis de mestrado e doutorado.

Figueiredo Salvi, R. (2016). Investigación compleja esbozada por el análisis interdisciplinario de los procesos de enseñanza y aprendizaje. Anekumene, (7), 83-90. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/anekumene/article/view/4207

Alencar, E. M. L. S. de (org.). (1994). Tendências atuais e desafios da edu- cação especial. Brasília: mec, Série Atualidades Pedagógicas.

Almeida, M. E. B. de. (2000). Informática e formação de professores. Bra- sília: Ministério da Educação,

Almouloud, S. A. (2007). Fundamentos da didática da matemática. Curi- tiba: ufpr,

Ausubel, D. P., Novak, J. D. & Hanesian, H. (1978). Educational psycho- logy–A cognitive view. New York, Holt, Rinehart and Winston, 2a. ed.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Batista I. L.; Salvi, R. F. (2011, Dezembro). Perspectiva pós moderna e interdisciplinaridade educativa: pensamento complexo, recon- ciliação integrativa e aprendizagem significativa. Aprendizagem Significativa em Revista/Meaningful Learning Review, 1 (3).

Borba, M. C. & Penteado, M. G. (2010). Informática e Educação Matemá- tica. Belo Horizonte: Autêntica Editora.

Breitmaer, B. J.; Ayres, L. E. Knafl, K. (1993). Triangulation in qualitative research: evaluation of completeness and confirmation purpo- ses. J Nurs Scholarsh, 25, 237-43.

Brewer, J. E Hunter, A. (1989). Multimethod research. A synthesis of styles. Thousand Oaks: Sage Publications,

Camargo, E. P. De. (2005). O ensino de Física no contexto da deficiên- cia visual: elaboração e condução de atividades de ensino de Física para alunos cegos e com baixa visão. Tese Doutorado em Educação-Unicamp,

Camargo, E. P. de. (2011). Ensino de óptica para alunos cegos: possibi- lidades. Curitiba: crv.

Creswell, J. W. (2003). Research design: qualitative, quantitative, and mixed methods approaches. Thousand Oaks: Sage Publications.

Damm, R. F. (2002). Registros de representação. Em Silvia Dias Alcântara Machado, Educação Matemática: uma introdução. São Paulo. educ, pp. 135-153,

Foucault, M. (2012). A ordem do discurso. 22. ed. São Paulo: Edições Loyola.

Grün, M. (1996). Ética e educação ambiental: a conexão necessária. Campinas, SP: Papirus,

Kenski, V. M. (2007). Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Papirus,

Leontiev, A. N. (1978). O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizonte.

Lévy, P. (19999.Cibercultura. São Paulo: Editora 34.

Molina, M. C. (Org). (2006). Educação do campo e pesquisa: questões para

refletir. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, Moreira, M. A. & Masini, E. F. S. (1982). Aprendizagem Significativa: a teoria

de David Ausubel. São Paulo, Ed. Moraes Ltda.,

Morin, E. (1996). Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Morse, J. (2003). Principles of mixed methods and multimethod research design. Tashakkori A., Teddlie (editors). Handbook of mixed methods in social & behavioral research (pp. 189-208). Thousand Oaks: Sage Publications.

Nöth, W. (2003). Panorama da Semiótica: de Platão à Peirce. São Paulo: Annablume, Coleção E-3.

Onwuegbuzie, A. J., Johnson, R. B. (2004). Mixed methods research: a research paradigm whose time has come. Educ Res, 33 (7),14-26.

Reigota, M. (2002). A floresta e a escola: por uma educação ambiental pósmoderna. 3. ed. São Paulo: Cortez.

Rocco, T. S.; Bliss, L. A.; Gallagher, S. P. P. (2003). Taking the next step: mixed methods research. Inform Technol, 21(1),19-29.

Santaella, L. (2012). O que é semiótica. São Paulo: Brasiliense.

Santos, B. De S. (2002). A crítica da razão indolente: contra o desperdício

da experiência. São Paulo: Cortez.

Valente, J. A. (1993). Computadores e conhecimento: repensando a educação. Campinas: Gráfica Central da Unicamp.

Valente, J. A. (1999). O computador na sociedade do conhecimento. Campinas: Unicamp/nied,

Veríssimo, M. R. A. (2001, Jan./Jun.). Do paradigma disciplinar ao paradigma interdisciplinar: uma questão para a universidade. Edu- cação e Filosofia, 15 (29), 105-127.

Vitaliano, C. R. (2010). Formação de professores para a inclusão de alu- nos com necessidades educacionais especiais. Londrina: Eduel.