Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia

Pygmalion, Venus, and Galatea: Interfaces Between Practice and Geography Teaching Training

Pigmalión, Venus y Galatea: interfaces entre práctica y formación docente en geografía

  • Jackson Junio Paulino de Morais Universidade Federal de Minas Gerais
  • Valéria de Oliveira Roque Ascenção Universidade Federal de Minas Gerais
  • Carolina Silva Rodrigues Universidade Federal de Minas Gerais
  • Taís Lima da Silva Universidade Federal de Minas Gerais
Publicado
2021-05-03

Este artículo es resultado del análisis de los datos obtenidos durante el VII Taller de Interpretaciones Geográficas: Espacialidad y Prácticas Docentes, realizado por el Grupo de Docencia e Investigación en Geografía (GEPEGEO). Buscamos comprender en qué medida las posibles debilidades en el Conocimiento Pedagógico del Contenido (PCK) influyen en las expectativas sobre la formación y práctica docente. En ese sentido, se analizaron las narrativas de un grupo de profesores, sujetos de esta investigación y participantes del referido taller, mediante la metodología de análisis crítico de la narrativa. Se concluyó que en los procesos de formación del profesorado puede ocurrir algo, metafóricamente asociado al “mito de Pigmalión”, cuando la otra persona se hace responsable de su desarrollo en términos de conocimiento.

Palabras clave: geography teaching, teacher training, pedagogical content knowledge (en)
enseñanza de la geografía, formación del profesorado, conocimiento pedagógico del contenido (es)
ensino de geografia, formação docente, conhecimento pedagógico do conteúdo (pt)
Jackson Junio Paulino de Morais, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestrando no Programa de PósGraduação em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Graduado em Geografia pela instituição Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais núcleo universitário Coração Eucarístico. Desenvolve, através do Grupo de Es-tudos em Ensino e Pesquisa em Geografia (GEPEGEO), atividades extensionistas para à formação docente em Geografia e atividades de pesquisa em práticas de ensino em Geografia. Atualmente, é Professor da Educação Básica pela rede particular de ensino.

Valéria de Oliveira Roque Ascenção, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora Associada no curso de Geografia do IGC/UFMG, atuando em disciplinas de Prática de Ensino e Estágio Supervisionado obrigatório (Graduação) e, na Pósgraduação em Geografia, lecionando a disci-plina Metodologia da Pesquisa Qualitativa. Atua como pesquisadora colaboradora junto ao Núcleo de Ensino e Pesquisas em Educação Geográfica - NEPEG (IESA/UFG). Coordenou (março de 2014 a março 2018) o subprojeto Geografia do Programa Instituição de Bolsas de Iniciação à Docência-Geografia (Pibid Geografia) e atualmente coordenada o subprojeto Geografia no Programa Residência UFMG. Coordena, desde 2012, o Grupo de Estudos em Ensino e Pesquisa em Geografia (GEPEGEO) da UFMG.

Carolina Silva Rodrigues, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduanda do curso de Geografia na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Dedicada em ações focadas no ensino básico e na formação de professores. Possui experiência como monitora na educação básica, pelo Programa Imersão Docente do Centro Pedagógico – UFMG, e na graduação, pelo Programa de Monitoria da Graduação do Departamento de Geografia da UFMG. Integra o Grupo de Ensino e Pesquisa em Geografia (GEPEGEO-UFMG), desenvolvendo atividades de extensão voltadas à formação docente e pesquisas sobre o ensino em Geografia.

Taís Lima da Silva, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduada em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente é assistente de projetos na empresa Herkenhoff & Prates. Foi bolsista no projeto Espacialidades e a Prática de Ensino de Geografia Abordagens Geográficas de Situações Epidêmicas do Grupo de Ensino e Pesquisa em Geografia entre 2020 e 2021. Foi monitora de Biogeografia no Instituto de Geociências pela Pró- Reitoria de Graduação da UFMG em 2019; também atuou como bolsista de iniciação científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) no Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública (CRISP) da UFMG entre 2017 e 2019.

Bachelard, G. (1996). A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Contraponto.

Bloom, B. (1956). Taxonomy of educational objectives. David Mckay.

Castellar, S., e de Paula, I. (2020). O papel do pensamento espacial na construção do raciocínio geográfico. Revista Brasileira de Educação em Geografia, 10(19), 294-322.

Dewey, J. (1959). Como pensamos. Companhia Editora Nacio-nal.

Ferraz, A., e Belhot, R. (2010). Taxonomia de Bloom: revisão teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais. Gestão & Produção, 17(2), 421-431.

Gil, D., e de Guzmán, M. (1994). Enseñanza de las ciencias y la matemática. Popular.

Gil, D., Martinez, J., Ramirez, L., Dumas, A., Gofard, M., e Pessoa, A. (1992). Questionando a didáctica de resolução de problemas: elaboração de um modelo alternativo. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, 9(1), 7-19.

Grossman, P., Wilson, S., e Shulman, L. (2005). Profesores de sustancia: el conocimiento de la materia para la enseñanza. Profesorado, 9(2), 1-24.

Leite, L. e Esteves, E. (2005). Ensino orientado para a aprendizagem baseada na resolução de problemas na Licenciatura em Ensino de Física e Química. In B. Silva e L. Almeida (Coord.), Actas do Congresso Galaico-Português de Psicopedagogia (pp. 1751-1768). Universidade do Minho.

Lima, V. (2016). Espiral construtivista: uma metodologia ativa de ensino-aprendizagem. Interface, 21(61), 421-434.

Lopes, C. (30 de agosto a 2 de setembro de 2009). O conheci-mento pedagógico do conteúdo e os processos de formação do professor de geografia. X Encontro Nacional de Prática de Ensino em Geografia. Porto Alegre, Brasil.

Miranda, P. (2016). Modelo de progresión del aprendizaje geográfico como proceso situado: aulas interculturales como caso de estúdio. Tese de doutorado, Pontifícia Universidad Católica de Chile. https://repositorio.uc.cl/handle/11534/21511

Motta, L. (2013). Análise Crítica da Narrativa. Universidade de Brasília.

Roque, V. (2020). A Base Nacional Comum Curricular e a Produção de Práticas Pedagógicas para a Geografia Escolar: desdobramentos na formação docente. Re-vista Brasileira de Educação em Geografia, 10(19), 173-197.

Roque, V., e Valadão, R. (2017a). Complexidade conceitual na construção do conhecimento do conteúdo por professores de geografia. Revista Brasileira de Educação em Geografia, 7(14), 5-23.

Roque, V., e Valadão, R. (2017b). Por uma Geomorfologia socialmente significativa na Geografia Escolar: uma contribuição a partir de conceitos fundantes. Acta Geográfica, Edição Especial, 179-195.

Roque, V., e Valadão, R. (5-10 de maio de 2014). Professor de geografia: entre o estudo do fenômeno e a interpretação da espacialidade do fenômeno. XIII Coloquio Internacional de Geocrítica. Universitat de Barcelona, Espanha.

Roque, V., Valadão, R., e Silva, P. (2018). Do uso pedagógico de mapas ao exercício do Raciocínio Geográfico. Boletim Paulista de Geografia, (99), 34-51.

Sasseron, L., e de Carvalho, A. (2011). Alfabetização científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, 16(1), 59-77.

Shulman, L. (1986). Those Who Understand: Knowledge Growth in Teaching. Educational Researcher, 15(2), 4-14.

Shulman, L. (2001). Conocimiento y enseñanza. Estudios Públicos, (83), 163-196.

Shulman, L. (2005). Conocimiento y enseñanza: fundamen-tos de la nueva reforma. Revista de currículum y formación del profesorado, 9(2), 1-30.

Shulman, L. (2014). Conhecimento e ensino: fundamentos para a nova reforma. Cadernos Cenpec, 4(2), 196-229.

Silveira, M. (1999). Uma situação Geográfica: do Método à Metodologia. Revista Território 4(6), 21-28.

APA

Paulino de Morais, J. J., Roque Ascenção, V. de O., Silva Rodrigues, C. ., & Lima da Silva, T. . (2021). Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia. Anekumene, (21), 10–23. https://doi.org/10.17227/Anekumene.2021.num21.16859

ACM

[1]
Paulino de Morais, J.J., Roque Ascenção, V. de O., Silva Rodrigues, C. y Lima da Silva, T. 2021. Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia. Anekumene. 21 (may 2021), 10–23. DOI:https://doi.org/10.17227/Anekumene.2021.num21.16859.

ACS

(1)
Paulino de Morais, J. J.; Roque Ascenção, V. de O.; Silva Rodrigues, C. .; Lima da Silva, T. . Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia. Anekumene 2021, 10-23.

ABNT

PAULINO DE MORAIS, J. J.; ROQUE ASCENÇÃO, V. de O.; SILVA RODRIGUES, C. .; LIMA DA SILVA, T. . Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia. Anekumene, [S. l.], n. 21, p. 10–23, 2021. DOI: 10.17227/Anekumene.2021.num21.16859. Disponível em: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/anekumene/article/view/16859. Acesso em: 4 jul. 2022.

Chicago

Paulino de Morais, Jackson Junio, Valéria de Oliveira Roque Ascenção, Carolina Silva Rodrigues, y Taís Lima da Silva. 2021. «Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia». Anekumene, n.º 21 (mayo):10-23. https://doi.org/10.17227/Anekumene.2021.num21.16859.

Harvard

Paulino de Morais, J. J., Roque Ascenção, V. de O., Silva Rodrigues, C. . y Lima da Silva, T. . (2021) «Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia», Anekumene, (21), pp. 10–23. doi: 10.17227/Anekumene.2021.num21.16859.

IEEE

[1]
J. J. Paulino de Morais, V. de O. Roque Ascenção, C. . Silva Rodrigues, y T. . Lima da Silva, «Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia», Anekumene, n.º 21, pp. 10–23, may 2021.

MLA

Paulino de Morais, J. J., V. de O. Roque Ascenção, C. . Silva Rodrigues, y T. . Lima da Silva. «Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia». Anekumene, n.º 21, mayo de 2021, pp. 10-23, doi:10.17227/Anekumene.2021.num21.16859.

Turabian

Paulino de Morais, Jackson Junio, Valéria de Oliveira Roque Ascenção, Carolina Silva Rodrigues, y Taís Lima da Silva. «Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia». Anekumene, no. 21 (mayo 3, 2021): 10–23. Accedido julio 4, 2022. https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/anekumene/article/view/16859.

Vancouver

1.
Paulino de Morais JJ, Roque Ascenção V de O, Silva Rodrigues C, Lima da Silva T. Pigmaleão, Vênus e Galateia: interfaces entre a prática e a formação docente em geografia. Anekumene [Internet]. 3 de mayo de 2021 [citado 4 de julio de 2022];(21):10-23. Disponible en: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/anekumene/article/view/16859

Descargar cita

Citaciones

Crossref Cited-by logo
0

Métricas PlumX

Visitas

122

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.