6A012 O Papel dos Espaços Não Formais no Ensino de Ciências

  • Viviane Paula Martini Instituto Federal do Paraná, IFPR
Publicado
2018-11-20

 

Este artigo retrata o papel dos espaços não formais, auxiliares da educação formal, para a promoção da Alfabetização Científica. Ainda, tem o objetivo trazer reflexões a respeito das questões: Qual o papel desses espaços no ensino de Ciências? Os professores deveriam levar seus alunos a esses espaços? Por quê? Essas questões serão abordadas, apresentando-se a importância destes espaços como sua escolha e planejamento. Destaca-se a figura central do professor como articulador da proposta e desencadeador do processo de ensino e aprendizagem em Ciências para potencializar sua contextualização na vivência prática dos alunos.

Palabras clave: Espaços formais e não-formais, Alfabetização Científica, Ensino de Ciências. (pt)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Martini, V. P. (2018). 6A012 O Papel dos Espaços Não Formais no Ensino de Ciências. Tecné Episteme Y Didaxis: TED, (Extraordin), 1-6. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/9065
Bizzo, N. (2009). Ciências: fácil ou difícil? São Paulo: Biruta.

Castelfranchi, Y et al. (2013). As opiniões dos brasileiros sobre ciência e tecnologia: o paradoxo da relacão entre informação e atitudes. Hist. cienc. saude-Manguinhos, Rio de Janeiro , v. 20, supl. 1, p. 1163-1183.

Colombo Junior, P. D.; Silva, C. C. (2013). A percepção da gravidade na Casa Maluca do CDCC/USP. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 13, n. 2, p. 115-140.

Jacobucci, d. f. c. (2008). Contribuições dos espaços não formais de educação para a formação da cultura científica. Em extensão, Uberlândia, V.7.

Milaré, T.; Richetti, G. P.; Alves Filho, J de P. (2009). Alfabetização Científica no Ensino de Química. Quimica Nova na Escola. v. 31, n. 3, p. 165-171.

Vieira, V.; Bianconi, M. L.; Dias, M. (2005). Espaços não-formais de ensino e o currículo de ciências. Cienc. Cult., v.57, n.4, p.21-23.

Yunes, L. (2004). Cultura popular e educação: vivências do Museu de Folclore. III Encontro Regional da América Latina e Caribe – CECA / ICOM, São Paulo: FAAP.

Wolinski, A. E.; Aires, J.; Gioppo, C.; Guimarães, O. (2011). Uma Investigação sobre os Objetivos dos Professores ao Visitar o Parque da Ciência Newton Freire-Maia. Química Nova na Escola. v. 33, n.3, p. 142-152.