5A002 Animações no GeoGebra e o Ensino de Matemática: uma experiência com alunos com altas habilidades/superdotação

  • Isaías Guilherme de Souza Boruch Universidade Estadual do Paraná.
  • Maria Ivete Basniak Universidade Estadual do Paraná
Publicado
2018-11-19

O trabalho com alunos com altas habilidades/superdotação deve ser diferente do tradicional incentivando-os a ampliarem seus conhecimentos e superarem dificuldades de relações interpessoais. Tendo isso em vista, o presente trabalho discute o ensino de matemática a esses alunos utilizando animações no software GeoGebra. Por meio do desenvolvimento de uma animação utilizando o plano cartesiano como pilar para sua construção, verificamos que o desenvolvimento de animações, possibilita o professor favorecer que o aluno explore diferentes representações de um mesmo objeto, incentive-os a testarem hipóteses matemáticas de maneira lúdica e a contextualizar a matemática de forma diferente da tradicional.

Palabras clave: Matemática. GeoGebra. Animações. (pt)
La descarga de datos todavía no está disponible.
de Souza Boruch, I. G., & Basniak, M. I. (2018). 5A002 Animações no GeoGebra e o Ensino de Matemática: uma experiência com alunos com altas habilidades/superdotação. Tecné Episteme Y Didaxis: TED, (Extraordin), 1-7. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/9028
Brasil. (2006). Secretaria de Educação Básica. Orientações curriculares para o ensino médio: Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. (Orientações curriculares para o ensino médio, v.2) p. 69-80.
Brasil. (2008). Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Decreto n. 6.571, de 17 de setembro de 2008. Ministério da Educação, Secretaria da Educação Especial. Brasília: SEESP/MEC.
Delpreto, B. M. L, Zardo, S. P. (2010).Alunos com altas habilidades no contexto da educação especial inclusiva. In: Altas Habilidades/Superdotação, Ministério da Educação, Secretaria da Educação Especial. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará
Guimarães, G. R., Mello, R, M. (2006). Grupo de trabalho sobre altas habilidades/superdotação. Curitiba: PR.
Renzulli, J. S. (2004) O que é esta coisa chamada superdotação, e como a desenvolvemos? Uma retrospectiva de vinte e cinco anos. Educação. Tradução de Susana Graciela Pérez Barrera Pérez. Porto Alegre – RS, ano XXVII, n. 1, p. 75 - 121.