2A002 Aspectos das questões sociocientíficas na formação de professores de física e química expressos na elaboração de sequências didáticas

  • Nataly Lopes Universidade Federal de São Carlos
  • Tathiane Milaré Universidade Federal de São Carlos
Publicado
2018-11-15

Desenvolvemos esta pesquisa para melhor compreender as potencialidades e os problemas decorrentes da prática com questões sociocientíficas na formação inicial de professores de ciências. As abordagens desenvolvidas surgiram a partir de um júri simulado, que tratou sobre a implantação de uma indústria de agrotóxicos na cidade de Araras, São Paulo, como uma questão sociocientífica, mas os dados foram constituídos a partir de sequências didáticas propostas pelos licenciandos para o ensino de ciências. É importante atentar para esta temática, uma vez que a área da pesquisa em ensino e os currículos brasileiros apontam para a importância das QSC em sala de aula, tornando-se cada vez mais urgente orientar a formação de professores para esta tarefa.

Palabras clave: Júri simulado, CTS, Agrotóxicos. (pt)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Lopes, N., & Milaré, T. (2018). 2A002 Aspectos das questões sociocientíficas na formação de professores de física e química expressos na elaboração de sequências didáticas. Tecné Episteme Y Didaxis: TED, (Extraordin). Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/8889
Bardin, L. (2009). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.
Pedretti, E. (2003). Teaching science, technology, society and environment (STSE) education: preservice teachers’ philosophical and pedagogical landscapes. Em D. Zeidler (Ed.). The role of moral reasoning on socioscientific issues and discourse in science education (pp. 219-239). The Netherlands: Kluwer Academic Publishers.
Alves, J.A.P., Carvalho, W.L.P. e Mion, R. (2009) Investigação temática na formação de professores de física e no ensino de física. Em R.Nardi (Ed.) Ensino de ciências e matemática, I: temas sobre a formação de professores [online] (pp.11-26). São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica.
Freire, P. (1987) Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.
Vieira, R.D., Bernardo, J.R.R., Evagorou, M., Melo, V.F. (2015). Argumentation in science teacher education: the simulated jury as a resource for teaching and learning. Internacional Journal of Science Education, vol. 37l(7), pp.1113-1139.
Binato, P.F., Duarte, A.C., Teixeira, P.M.M. (2015). A viabilidade do ensino de biologia por meio do enfoque CTS: possibilidades e desafios identificados a partir de uma proposta de estágio. Em L.F.M. Pèrez, D.L.P. Lozano;, I.G. Barragán(Ed.). Formación de profesores y cuestiones sociocientíficas: experiencias y desafios em la interfaz universidad-escuela. Bogotá: Universidad Pedagógica Nacional, pp.239-261.
Vieira, R.D., Melo, V.F., Bernardo, J.R.R. (2014). O Júri Simulado como recurso didático para promover argumentações na formação de professores de física: o problema do “gato”. Ensaio, vol.16(03), p.203-225.