1B046 O que os licenciandos vivenciam na graduação?

  • Aiala Silva Souza Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Daisi Teresinha Chapani Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Publicado
2018-11-14

A experiência universitária não se resume às salas de aulas e às disciplinas obrigatórias, as atividades extracurriculares são importantes espaços de formação, vivências e trocas de experiências. Neste artigo, discutimos as contribuições das atividades extracurriculares para a formação acadêmica e profissional dos licenciandos em Ciências Biológicas. Como instrumentos de coleta de dados, usamos um questionário aplicado a 59 licenciandos a partir do quarto semestre. Os resultados apontam que a participação de licenciandos nessas atividades promove o desenvolvimento da autonomia, engajamento com o curso e uma formação ampliada.

Palabras clave: atividades extracurriculares, grupos de pesquisa, pesquisa, extensão, Ciências Biológicas. (pt)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Souza, A. S., & Chapani, D. T. (2018). 1B046 O que os licenciandos vivenciam na graduação?. Tecné Episteme Y Didaxis: TED, (Extraordin). Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/8822
Fior, C. A., & Mercuri, E. (2009). Formação Universitária e Flexibilidade Curricular: importância das atividades obrigatórias e não obrigatórias. Psicologia da Educação, 29, 191-215.
Lüdke, M., & André, M. E. D. A. (2012) Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. 1. ed. São Paulo: E.P.U.
Moraes, R., & Galiazzi, M. C. (2011). Análise Textual Discursiva. 2. ed. Ijuí: Unijuí.
Teixeira, M. A. P., Dias, A. C. G., Wottrich, S. H., & Oliveira, A. M. (2009). Adaptação à Universidade em jovens calouros. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, 12 (1), 185-202.