1B036 O ciclo da experiência de Kelly: a utilização de jogos de Quiz na prática docente em Matemática

  • Ingrid Aline de Carvalho Ferrasa Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Giane Correia Silva Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Bruna Elise Sauer Leal Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Awdry Feisser Miquelin Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Publicado
2018-11-14

Resumen (pt)

Objetivamos compreender de que maneira ocorre o processo de ensino-aprendizagem da Matemática, com a utilização de jogos do tipo quiz (de perguntas e respostas), segundo o ciclo da experiência de George Kelly, com estudantes do Ensino Fundamental II, de uma escola no Paraná – Brasil. Como estratégia de coleta de dados, as perguntas e respostas confeccionadas pelos estudantes se organizavam em cartões, dos quais eram trocados durante as partidas. Analisamos esses dados segundo a abordagem metodológica da Análise de Conteúdo e os resultados nos revelam que a dinâmica do jogo de quiz é facilmente construída e replicada pelos estudantes, por ser culturalmente praticada; e que o quiz potencializa o encontro, a confirmação e a revisão dos conhecimentos sistematizados em sala de aula, facilitando tanto o ensino, quanto a aprendizagem na relação professor e estudantes.

Palabras clave: Ciclo da experiência; Jogos de quiz; Ensino-aprendizagem da Matemática (pt)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Ferrasa, I. A. de C., Silva, G. C., Leal, B. E. S., & Miquelin, A. F. (2018). 1B036 O ciclo da experiência de Kelly: a utilização de jogos de Quiz na prática docente em Matemática. Tecné Episteme Y Didaxis: TED, (Extraordin). Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/8785
Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, p. 229.
Brasil. (1998). Ministério da Educação. SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática. Brasília: MEC. Disponível em:.
Costa, C. J. S. (2012). A importância do jogo no processo de ensino e aprendizagem de alunos com perturbação de hiperatividade e défice de atenção. 110f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Ed. em Domínio Cognitivo-Motor) ESED, Lisboa.
D'Ambrosio. B. S. (1993). Formação de Professores de Matemática para o Século XXI: o Grande Desafio. Pro-Posições. V. 4, nº1
Fiorentine, D.; Nacarato, A. M. (Org). (2005). Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam matemática. São Paulo: Musa Editora.
Kelly, G. A. (1963). A theory of personality: the psychology of personal constructs. New York: Norton.
Moreira, M. A. (2014). Teorias de Aprendizagem. 2 ed. São Paulo: EPU.
Neves, R. F.; Leão, A. M. A.; Ferreira, H. S. (2012). A interação do ciclo da experiência de Kelly com o círculo hermenêutico-dialético para a construção de conceitos de Biologia. Ciência e Educação, v. 18, n. 2. p. 335.
Tardif, M.; Lessard, C.; Gauthier, C. (2001). Formação dos professores e contextos sociais. Trad. Emília Laura Seixas. Porto, Portugal: Rés.