1A039 Atividades experimentais para a educação básica: o exemplo da prática

  • Silvio Luiz Rutz Da Silva Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • André Maurício Brinatti Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • André Vitor Chaves de Andrade Universidade Estadual de Ponta Grossa
Publicado
2018-11-10

Esse trabalho apresenta o relato da realização de práticas pedagógicas na disciplina atividades experimentais para o ensino médio e fundamental (AEEMF), no Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo UEPG, que buscaram fortalecer a formação cientifica de professores da educação básica. Foram desenvolvidas, implementadas e avaliadas uma série de atividades com foco no planejamento de aulas experimentais em um processo de reflexão sobre as práticas desses professores-discentes nas suas realidades escolares. Iniciamos nosso relato com uma contextualização do ensino de física experimental, e das condições de aplicação das atividades didático-pedagógicas que tenham por foco atividades experimentais.

Palabras clave: Ensino. Professor. Formação. Ciências. Aprendizagem (pt)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Da Silva, S. L. R., Brinatti, A. M., & Andrade, A. V. C. de. (2018). 1A039 Atividades experimentais para a educação básica: o exemplo da prática. Tecné Episteme Y Didaxis: TED, (Extraordin). Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/8714
Alves Filho, J. de P. (2000) Regras da transposição didática aplicadas ao laboratório didático. Caderno Catarinense de Ensino de Física, 17(2), 174-188.
Cruz, G. K. e Silva, S. L. R. (2009) Reflexões para a composição de uma metodologia para o Ensino de Física. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, 2(1), 18-30.
Ferreira, N. C. (1978) Proposta de laboratório para a escola brasileira: um ensaio sobre a instrumentalização no ensino médio de física. (Dissertação Mestrado). Instituto de Física/Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, Brasil.
Fontana, R. A. C.; Cruz, M. N. (1997) Psicologia e trabalho pedagógico. São Paulo: Atual.
Hodson, D. (1994) Hacia un enfoque más crítico del trabajo de laboratorio. Enseñanza de Las Ciências, 12(3), 299-313.
Laburú, C. E. (2005) Seleção de experimentos de física no ensino médio: uma investigação a partir da fala dos professores. Investigações em Ensino de Ciências, 10(2), 161-178.
Lefrançois, G. R. (2013) Teorias da aprendizagem. São Paulo, Cengage Learning.
Moreira, M. A. (1999) Teorias de aprendizagem. São Paulo, EPU.
Moreira, M. A. (2006) A teoria da aprendizagem significativa e sua implementação em sala de aula. Brasília: UnB.
Rego, T. C. (2010) Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. 21. ed. Petrópolis, RJ: Vozes.
Rosito, B. A. (2003) O ensino de Ciências e a experimentação. In: Moraes, R. Construtivismo e Ensino de Ciências: Reflexões Epistemológicas e Metodológicas (pp.195-208). 2ed. Porto Alegre: Editora EDIPUCRS.
Salvadego, W. N. C. (2008) Busca de informação: saber profissional, atividade experimental, leitura positiva, relação com o saber. (Dissertação de Mestrado). Universidade Estadual de Londrina, Brasil.