Parceria e Co-formação de Professores

  • Hylio Lagana Fernandes
  • Elise Dessotti
Publicado
2017-10-13
A formação docente tem sido discutida por pesquisadores, professores e políticos com objetivo de melhorar a educação brasileira. Nesses debates destaca-se a formação inicial, e apontados problemas da distância universidade-escola e falta de participação dos professores da escola como formadores. O objetivo deste artigo foi analisar uma formação desenvolvida com estudantes de primeiro ano de licenciatura de uma universidade federal brasileira, na qual houve parceria com uma professora da escola pública, que atuou efetivamente como co-formadora para a formação dos futuros docentes. Os resultados apontam que a experiência foi significativa para os licenciados, mas também para os alunos da escola e professores envolvidos, evidenciando que a aproximação universidade-escola, considerando o professor da escola como formador, pode colaborar na melhoria da educação.
Palabras clave: Formação docente, universidade-escola, co-formação, saberes práticos (es)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Fernandes, H. L., & Dessotti, E. (2017). Parceria e Co-formação de Professores. Tecné Episteme Y Didaxis: TED. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/4737

Huberman, M. (1997) O ciclo de vida profissional dos professores. en: Nóvoa, António (Org.). Vidas de Professores. Porto: Porto Editora, número 4.

Pacheco, J. A.; Flores, M. A. (1999) Formação e Avaliação de Professores. Portugal: Porto Editora. Pimenta, S. G. (2002). Saberes pedagógicos e atividade docente. 3ª ed. São Paulo, Brasil: Cortez.

Silveira, H. E. (2016) Pibid: esclarecimento e nota informativa sobre o programa. SBPC. Jornal da Ciencia, 01/03/2016

Tardif, M. (2014). Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, Brasil: Editora Vozes