Contribuições de projetos de cooperação internacional para a formação de professores de ciências

  • Daisi Teresinha Chapani
  • Ana Cristina Duarte Santos
  • Hector Santiago Odetti
  • Leonardo Fabio Martínez-Pérez
Publicado
2017-10-13
Considerando a importância de uma formação docente que transcenda as limitações da racionalidade técnica e entendendo que o desenvolvimento profissional do professor não se desvincula de seu desenvolvimento pessoal, enfatizamos a importância da formação continuada em nível de pós-graduação. Assim, destacamos, nesse trabalho, as ações desenvolvidas no contexto de dois projetos de cooperação internacional que envolveram instituições do Brasil, Argentina e Colômbia. A participação nas ações dos projetos possibilitou aos professores intercambistas oportunidades de: produção de conhecimento em sua área de atuação, enriquecimento cultural, trocas de experiências e desenvolvimento de habilidades de comunicação em outra língua. Portanto, os resultados vão além dos âmbitos científico, acadêmico e profissional, abrangendo também as dimensões cultural e pessoal da formação docente
Palabras clave: Intercâmbio, pós-graduação, desenvolvimento profissional (es)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Chapani, D. T., Duarte Santos, A. C., Odetti, H. S., & Martínez-Pérez, L. F. (2017). Contribuições de projetos de cooperação internacional para a formação de professores de ciências. Tecné Episteme Y Didaxis: TED. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/4666

Brasil (2014). Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Disponível em http://pne.mec.gov.br/planos-de-educacao. Acessado em 27 abril 2016.

Giroux, H. (1997). Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da sociedade. Porto Alegre: Artmed

Nóvoa, A. (1999). Os professores e sua formação. Porto: Dom Quixote

Stenhouse, L (1993). La investigación como base de la enseñanza. Morata: Madrid, España.