Didática da Ciência, pesquisa e docência no ensino superior

  • Beatriz Cortela S.C.
  • Roberto Nardi
Publicado
2017-10-13
Relata-se uma experiência de ensino realizada na disciplina Didática da Ciência, oferecida num curso de licenciatura em Física de uma universidade pública brasileira. As atividades de ensino foram estruturadas a partir de resultados de uma pesquisa de doutorado (Castiblanco, 2013), que elaborou uma proposta de trabalho respeitando o que pensam os pesquisadores nesta área. As ações empreendidas foram desenvolvidas de modo a garantir uma coerência entre como se ensina e como se espera que os alunos façam quando estiverem em situações de ensino. Ao final de cada semestre os alunos avaliam a disciplina a partir de um questionário elaborado visando atender às diferentes dimensões do trabalho docente. A partir de análises e reflexões, modificações são implementadas buscando o aprimoramento dos processos de ensino e aprendizagem.
Palabras clave: Didática da Ciência, Docência no ensino superior, Inovação no ensino de Física (es)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Cortela S.C., B., & Nardi, R. (2017). Didática da Ciência, pesquisa e docência no ensino superior. Tecné Episteme Y Didaxis: TED. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/4518

ACEVEDO, J. A. et al. (Org.). (2005). Mitos da Didática das Ciências acerca dos

motivos para incluir a natureza da ciência no ensino de Ciências. Ciência &

Educação, v. 11, n. 1, p. 1-15.

ADURYS-BRAVO, A. & M. I. AYMERICH. (2002) Acerca de la didáctica de las

ciencias como disciplina autónoma. Revista Electrónica de enseñanza de las

Ciências. v. 1, n. 3.

ASTOLFI, J.; DEVELAY, M. A.(1994). Didática das Ciências. São Paulo: Papirus.

BADILLO, R. G. (2004). Un concepto epistemológico de modelo para la didáctica

de las ciencias experimentales. Revista Eletrónica de Enseñanza de las Ciências, v.

, n. 3.

BORGES, O. (2006). Formação inicial de professores de Física: Formar mais! Formar

melhor! Revista Brasileira de Ensino de Física. Brasília, 2006, v.28, n.2, 135-142.

BRASIL. Resolução CNE/CP 1/2002, de 18 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes

Curriculares Nacionais para a formação de professores de Educação Básica, em

nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial da União,

Brasília, 09 abr. 2002. Seção 1, p. 8.

BRASIL. Resolução CNE 02/2015, de 01 de julho de 2015. Estabelece as diretrizes

curriculares nacionais para formação inicial em nível superior (cursos de

licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de

segunda licenciatura) e para a formação continuada. Diário Oficial da União.

Brasília. 02/07/2015. Sessão 1, p. 8-12.

CACHAPUZ, A. F. (2005). A necessária renovação do ensino das ciências. São

Paulo, Cortez, 2005.

CASTIBLANCO, O. L. (2013) Uma estruturação para o Ensino de Didática da Física

na formação inicial de professores: contribuições da pesquisa na área. Tese de

doutorado. Unesp, Bauru.

CUNHA, M.I. (1998). O professor universitário na transição de paradigmas.

Araraquara, SP: Junqueira & Martins.

GARCIA, C.M. (1999). Formação de professores: por uma mudança educativa.

Porto: Porto.

NARDI, R. & CASTIBLANCO, O. (2014). Didática da Física. São Paulo: Cultura

Acadêmica.