Contribuições das histórias em quadrinhos no processo de aprendizagem sobre a dengue

  • Marina Lemy Koga
  • Sandra Regina Fré Costa
  • Hylio Laganá Fernandes
Publicado
2017-10-13
O modelo tradicional do ensino de Ciências e Biologia ainda persiste em muitas escolas brasileiras, cerceando o poder de reflexão, criatividade e múltiplas habilidades dos educandos. Destoando desse modelo, aplicamos um projeto com histórias em quadrinhos (HQs) numa escola, no interior de São Paulo, no qual propusemos aos alunos a confecção de suas próprias HQs, a partir da leitura de um gibi com temática de relevante importância para o país: a epidemia da dengue, com o objetivo de investigar como o trabalho com HQs pode colaborar no processo de aprendizagem. Com base nos resultados, concluímos que o processo contribuiu para a ampliação do conhecimento científico e a reconstrução de uma nova visão de mundo com relação à problemática social que assola o país.
Palabras clave: histórias em quadrinhos, ensino de ciências e biologia, dengue (es)
La descarga de datos todavía no está disponible.
Koga, M. L., Fré Costa, S. R., & Laganá Fernandes, H. (2017). Contribuições das histórias em quadrinhos no processo de aprendizagem sobre a dengue. Tecné Episteme Y Didaxis: TED. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/4485

Brasil. (1997). Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros

curriculares nacionais. Brasília, DF: Ministério da Educação (MEC)/ Secretaria de

Educação Fundamental (SEF).

Brasil. (2015). Boletim Epidemiológico Monitoramento dos casos de dengue, febre

de chikungunya e febre pelo vírus Zika até a Semana Epidemiológica 48, 2015,

(44). Brasília: Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde.

Fernandes, H. L. (2013). GIBIOzine#13: Especial Dengue. GIBIOzine - Revista

Semestral de Divulgação Científico-Cultural, Sorocaba (13).

Nardi, R., & Almeida, M. J. P. M. (2007). Investigação em Ensino de Ciências no

Brasil segundo pesquisadores da área: alguns fatores que lhe deram origem. Pro-

Posições, 18(1), 213-226.

Pizarro, M. V. (2009). Histórias em quadrinhos e o ensino de Ciências nas séries

inicias: estabelecendo relações para o ensino de conteúdos curriculares

procedimentais (Dissertação de Mestrado em Educação para a Ciência). UNESP,

Faculdade de Ciências, Bauru.

Rittes, A. L. M. F. (2006). As histórias em quadrinhos na escola: a percepção de

professores de ensino fundamental sobre o uso pedagógico dos quadrinhos

(Dissertação de Mestrado em Educação e Formação). Universidade Católica de

Santos, Santos.

Schall, V. T. (2010). Saúde e cidadania: entrelaçando textos didáticos,

paradidáticos e literários. En A. C. Pavão (Ed), Ciências: ensino fundamental

(pp.179-196). Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica,

Coleção Explorando o Ensino, 18.

Tavares Júnior, M. J. (2015). As histórias em quadrinhos (HQ’s) na formação dos

professores de Ciências e Biologia. Educação. Revista do Centro de Educação,

(2), 439-449.