FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO

  • Roque Ismael da Costa Güllich
  • Paula Vanessa Bervian
Publicado
2021-11-19

Realizamos o estado do conhecimento visando compreender como se apresenta o uso do Facebook em revistas com foco no Ensino Superior (ES). Para a análise do corpus textual realizamosa categorização por meio da análise temática de conteúdo. A partir da análise estabelecemos a categoria “Facebook no ES: elementos constitutivos”. Evidenciamos que o Facebook tem sido investigado de maneira mais específica pela análise de disciplinas e sobre imagem da docência e de forma mais ampla, incluindo outras tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) relacionadas à utilização dos acadêmicos e às percepções dos professores e alunos e aos impactos na Universidade. Ainda, há lacunas que poderão instigar futuras pesquisas sobre o Facebook como instrumento de mediação naformação do professor do ES e docência na área de Ciências da Natureza.

Palabras clave: Docência, Tecnologias digitais, Redes sociais, Ensino de Ciências (pt)

Bervian, P. V. (2019). Processo de Investigação-Formação-Ação docente:uma perspectiva de constituição do conhecimento tecnológico pedagógico do conteúdo (Tese de doutorado). Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí, Brasil.

Cartagena Beteta, M. A. (2016). Uso pedagógico de Facebook y su contribución en la autoeficacia docente. Revista

Latinoamericana de Tecnología Educativa,15(1), 115-129.

Clementi, J. A., Santos, F. dos., Freire, P. de S., & Bastos, L. C. (2017, dezembro). Mídias sociais e redes sociais: conceitos e características. Anais do Seminário Universidades Corporativas e Escolas de Governo (SUCEG), Florianópolis, SC, Brasil, 1. Recuperado de: https://anais.suceg.ufsc.br/index.php/suceg

Fondevila Gascón, J. F., Bernal, P. M., Crespo, J. L., López, E. S., Rodríguez, J. R., & Román, E. P. (2015). La introducción de Facebook en el aula universitaria en España: la percepción del estudiante. Revista Latinoamericana de Tecnología Educativa, 14(3), 63-73.

Güllich, R. I da C. (2019). O que tem a nos ensinar o processo de germinação do Feijão?. Revista Insignare Scientia - RIS, 2(3), 240-254.

Ledesma, M. D., Hendges, S. N. R., & Güllich, R. I. da C. (2017). O Ensino de Ciências nas redes sociais. Anais do Congresso Internacional de Educação Cientifica e Tecnológica (CIECITEC), Santo Ângelo, RS, Brasil, 6.

Romanowski, J. P., & Ens, R. T. (2006). As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte”. Diálogo Educacional, 6(19), 37-50.

Rivas Flores, J. I., Méndez, A. E. L., García, M. J. M., González, P. C., Megías, M. E. P., & Arcos, D. P. (2016). Facebook como espacio para compartir aprendizajes entre grupos de alumnos de distintas universidades. Revista Latinoamericana de Tecnología Educativa,15(2), 55-66.

Sanchez, A.; Granado, A.; & Antunes, J. L. (2014). Redes sociais para cientistas. Lisboa: Nova Escola Doutoral – Reitoria da Universidade NOVA.

Scherer, A. L., & Farias, J. G. de (2018). Uso da Rede Social Facebook como Ferramenta de Ensino-aprendizagem em Cursos de Ensino Superior. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, 17(1)

APA

da Costa Güllich, R. I., & Bervian, P. V. (2021). FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, (Número Extraordinario), 1665-1670. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15403

ACM

[1]
da Costa Güllich, R.I. y Bervian, P.V. 2021. FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO. Tecné, Episteme y Didaxis: TED. Número Extraordinario (nov. 2021), 1665-1670.

ACS

(1)
da Costa Güllich, R. I.; Bervian, P. V. FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO. Tecné. Episteme. Didaxis: TED 2021, 1665-1670.

ABNT

DA COSTA GÜLLICH, R. I.; BERVIAN, P. V. FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, [S. l.], n. Número Extraordinario, p. 1665-1670, 2021. Disponível em: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15403. Acesso em: 29 nov. 2021.

Chicago

da Costa Güllich, Roque Ismael, y Paula Vanessa Bervian. 2021. «FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, n.º Número Extraordinario (noviembre):1665-70. https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15403.

Harvard

da Costa Güllich, R. I. y Bervian, P. V. (2021) «FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO», Tecné, Episteme y Didaxis: TED, (Número Extraordinario), pp. 1665-1670. Disponible en: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15403 (Accedido: 29noviembre2021).

IEEE

[1]
R. I. da Costa Güllich y P. V. Bervian, «FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO», Tecné. Episteme. Didaxis: TED, n.º Número Extraordinario, pp. 1665-1670, nov. 2021.

MLA

da Costa Güllich, R. I., y P. V. Bervian. «FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, n.º Número Extraordinario, noviembre de 2021, pp. 1665-70, https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15403.

Turabian

da Costa Güllich, Roque Ismael, y Paula Vanessa Bervian. «FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, no. Número Extraordinario (noviembre 19, 2021): 1665-1670. Accedido noviembre 29, 2021. https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15403.

Vancouver

1.
da Costa Güllich RI, Bervian PV. FACEBOOK COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR: ESTADO DO CONHECIMENTO. Tecné. Episteme. Didaxis: TED [Internet]. 19 de noviembre de 2021 [citado 29 de noviembre de 2021];(Número Extraordinario):1665-70. Disponible en: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15403

Descargar cita

Visitas

5

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.