MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL

  • Emanuele Maria Leite Suzart
  • Isabella Oliveira Barbosa
  • Geilsa Costa Santos Baptista
Publicado
2021-11-19

O presente trabalho objetiva apresentar os resultados da pesquisa qualitativa cujo o propósito foi analisar a percepção de uma monitora acerca do desenvolvimento de uma sequência didática aplicada em disciplina da Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) para a sua formação docente inicial. A coleta de dados foi realizada através de narrativa autobiográfica, seguida por análise de conteúdo de Bardin. Dentre os resultados obtidos, foram encontrados indícios que comprovam a importância da relação de colaboração entre a monitora e a professora para a formação docente inicial sensível à diversidade nas salas de aula através da promoção do diálogo cultural.

Palabras clave: Ensino de Biologia, Colaboração, Agroecologia, Etnoecologia (pt)
Emanuele Maria Leite Suzart

Universidade Federal da Bahia

Isabella Oliveira Barbosa

Universidade Estadual de Feira de Santana

Geilsa Costa Santos Baptista

Universidade Estadual de Feira de Santana

Abreu, T., Spindola, T., Pimentel, M., Xavier, M., Clos, A., & Barros, A. (2014). A monitoria acadêmica na percepção dos graduandos de enfermagem. Revista enfermagem UERJ,22(4), 507-512.

Andrade, E., Rodrigues, I., Nogueira, L., & Souza, D. (2018). Contribuição da monitoria acadêmica para o processo ensinoaprendizagem na graduação em enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, 71, 1596-1603.

Araújo, L., Dolina, J., Petean, E., Musquim, C., Bellato, R., & Lucietto, G. (2013). Diário de pesquisa e suas potencialidades na pesquisa qualitativa em saúde. Revista Brasileira Pesquisa Saúde, 53-61.

Baptista, G. (2010). Importância da demarcação de saberes no ensino de Ciências para sociedades tradicionais. Ciência & Educação,16(3), p. 679-694.

Baptista, G. (2015a). Um enfoque etnobiológico na formação do professor de ciencias sensível à diversidade cultural: estudo de caso. Ciência & Educação, 21(3), 585-603.

Baptista, G. (2015b). Contribuições da etnobiologia para o ensino e a aprendizagem de ciências. Appris Editora.

Barbosa, M., Azevedo, M., & Oliveira, M. (2014). Contribuições da monitoria acadêmica para o processo de formação inicial

docente de licenciandas do curso de Ciências Biológicas da FACEDI/UECE. V Encontro Nacional de Ensino de Biologia e II Encontro Regional de Ensino de Biologia da Regional 01, São Paulo.

Borges, R. M., & González, F. J. (2017). O início da docência universitária: a importância da experiência como monitor em disciplinas acadêmicas. Revista Docência do Ensino Superior,7(2), 50-62.

Bogdan, R., & Biklen, S. (1994). Investigação qualitativa em educação: Uma introdução à teoria e aos métodos. Porto editora.

Bruner, J. (1998). Realidade Mental, Mundos Possíveis. Artes Médicas.

Campos, S. L., Santos, H. S., Arruda, T. de M., Borges, A. K. P., Abreu, T. de, & Quaresma, F. R. P. (2020). O uso das monitorias no ensino como proponente ampliador do conhecimento. Research, Society and Development,9(10), 1-17

Cobern, W. W. (1994). World view, culture, and science education. Science Education International, 5(4), 5-8.

Costa, M., & Lins, A. (2010). Trabalho colaborativo e a utilização das tecnologias da informação e comunicação na formação do professor de Matemática. Educação Matemática Pesquisa: Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática,12(3), 1-19.

Costa, B., Siqueira, R. R., & Fontes Sacramento, T. (2017). Monitoria: desafios e perspectivas no IFS-Campus Lagarto. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica,2(13), 4-12.

Dantas, O. M. (2014). Monitoria: fonte de saberes à docência superior. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 95(241), 567-589.

Ferraz, A. T., & Sasseron, L. H. (2017). Espaço interativo de argumentação colaborativa: condições criadas pelo professor para promover argumentação em aulas investigativas. Ens. Pesqui. Educ. Ciênc. (Belo Horizonte),19, 1-25.

Flick, U. (2009). Qualidade na pesquisa qualitativa: Coleção pesquisa qualitativa. Bookman Editora.

Fonseca, G. (2014). Percepções de estudantes do curso técnico em administração integrado ao ensino médio sobre o uso de práticas em agroecologia urbana no ensino de biologia e gestão ambiental. Góndola, Enseñanza y Aprendizaje de las ciencias (Bogotá, Colombia),9(2), 79-96.

Mariano, D. L. S., Melo, J., & Lemos Jr, I. (2013). O ensino de Sucessão Ecológica através de conceitos Agroecológicos em Sistemas Agroflorestais (SAF’s). Scientia Plena,9(9).

Martins, K., Baptista, G., & Almeida, R. (2016). Construindo um recurso didático a partir dos saberes tradicionais: implicações e proposições para o ensino intercultural de biologia. Revista de Ensino de Biologia da associação Brasileira de Ensino de biologia, 2392-2403.

Neto, N. A. L. (2018). A contextualização dos saberes para um ensino de Biologia que reconheça as identidades e diferenças. Revista Entreideias: educação, cultura e sociedade,7(3).

Oliveira Zurra, R. M. de, & Pasa, M. C. (2015). A Etnoecologia e sua articulação com o ensino deCiências Naturais. X Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, São Paulo.

Ortolan, L., Pena Passos, M., & Tiburzio, V. (2019). A monitoria discente como uma oportunidade de aprendizagem. Iniciação & Formação Docente,6(1), 137-152.

Ortolan, L. de S., Alteff, L. F., & Tiburzio, V. L. B. (2020). A importância e os desafios da monitoria universitária na formação docente: um relato de experiência. Revista de Ensino de Biologia da SBEnBio, 13(2),289-308.

Scheinvar, E., Lobo, L., da Cruz, R., & Silva, W. (2019). A presença do método mútuo na estruturação da escola no Brasil do século XIX. Episteme Transversalis, 10(1), 66-81.

Silveira, E., & Sales, F. (2016). A importância do Programa de Monitoria no ensino de Biblioteconomia da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação,7(1), 131-149.

Soares, A. C., Oliveira Marques, J. D. de, Silva Paes, L. da, & Azevedo, R. M. (2017). Conhecimentos agroecológicos aplicados ao ensino de ciências naturais. Experiências em Ensino de Ciências,12(4), 185-204

APA

Leite Suzart, E. M., Oliveira Barbosa, . I., & Santos Baptista, G. C. (2021). MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, (Número Extraordinario), 1185-1190. Recuperado a partir de https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15276

ACM

[1]
Leite Suzart, E.M., Oliveira Barbosa, .I. y Santos Baptista, G.C. 2021. MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL. Tecné, Episteme y Didaxis: TED. Número Extraordinario (nov. 2021), 1185-1190.

ACS

(1)
Leite Suzart, E. M.; Oliveira Barbosa, . I.; Santos Baptista, G. C. MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL. Tecné. Episteme. Didaxis: TED 2021, 1185-1190.

ABNT

LEITE SUZART, E. M.; OLIVEIRA BARBOSA, . I.; SANTOS BAPTISTA, G. C. MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, [S. l.], n. Número Extraordinario, p. 1185-1190, 2021. Disponível em: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15276. Acesso em: 6 dic. 2021.

Chicago

Leite Suzart, Emanuele Maria, Isabella Oliveira Barbosa, y Geilsa Costa Santos Baptista. 2021. «MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, n.º Número Extraordinario (noviembre):1185-90. https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15276.

Harvard

Leite Suzart, E. M., Oliveira Barbosa, . I. y Santos Baptista, G. C. (2021) «MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL», Tecné, Episteme y Didaxis: TED, (Número Extraordinario), pp. 1185-1190. Disponible en: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15276 (Accedido: 6diciembre2021).

IEEE

[1]
E. M. Leite Suzart, . I. Oliveira Barbosa, y G. C. Santos Baptista, «MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL», Tecné. Episteme. Didaxis: TED, n.º Número Extraordinario, pp. 1185-1190, nov. 2021.

MLA

Leite Suzart, E. M., . I. Oliveira Barbosa, y G. C. Santos Baptista. «MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, n.º Número Extraordinario, noviembre de 2021, pp. 1185-90, https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15276.

Turabian

Leite Suzart, Emanuele Maria, Isabella Oliveira Barbosa, y Geilsa Costa Santos Baptista. «MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, no. Número Extraordinario (noviembre 19, 2021): 1185-1190. Accedido diciembre 6, 2021. https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15276.

Vancouver

1.
Leite Suzart EM, Oliveira Barbosa I, Santos Baptista GC. MONITORIA COMO OPORTUNIDADE DE COLABORAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL. Tecné. Episteme. Didaxis: TED [Internet]. 19 de noviembre de 2021 [citado 6 de diciembre de 2021];(Número Extraordinario):1185-90. Disponible en: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/15276

Descargar cita

Visitas

9

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.