A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras

An Association between Science Teaching and Brazilian Coins

La asociación entre la enseñanza de ciencias y las monedas brasileñas

  • Izabella de Freitas Acipreste Bacharel em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil https://orcid.org/0000-0002-6326-9811
  • Lucas de Esquivel Dias Brandão Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0003-2777-9440
  • Danielle Ornelas Amorim Mestre em Educação pela PUC Minas; Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela PUC Minas, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil https://orcid.org/0000-0001-8215-4529
  • Marcelo Diniz Monteiro de Barros Professor Adjunto IV do Departamento de Ciências Biológicas da PUC Minas. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ensino em Biociências e Saúde pelo Instituto Oswaldo Cruz – Fiocruz, Rio de Janeiro, Brasil; Professor nível IV, Grau A, da Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil; Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação: Educação e Formação Humana da UEMG
Publicado
2020-12-24

Sugerimos con este artículo de investigación, una forma diferenciada de trabajar la enseñanza de ciencias. Con una posible aproximación entre el arte, la cultura y la ciencia, es posible promover un mayor interés de los estudiantes en relación con la enseñanza de ciencias. Nuestro objetivo es investigar cuáles monedas tienen el potencial de ser utilizadas en la educación científica. Así, se realizó una investigación en la página brasileña: http://www.moedasdobrasil.com.br/moedas/index.asp, y fue seleccionado un total de 29 monedas diferentes, cuyo potencial para utilización en la enseñanza de ciencias es grande. Con estas monedas los profesores pueden discutir variados contenidos con sus alumnos, como por ejemplo, aspectos zoológicos y religiosos de las aves, el contenido de botánica interconectado con la historia de Brasil, la importancia de la educación alimentaria saludable, los daños causados por el uso de agrotóxicos en el medio ambiente, aspectos relacionados con la zoología de los peces, el contenido Tierra y Universo, entre otros, como animales de la fauna brasileña que están en peligro de extinción. Ya que las monedas cargan en sí la historia de Brasil, percibimos también una oportunidad de promover la interdisciplinaridad y transversalidad entre los contenidos de las disciplinas de historia y ciencias, contribuyendo para que los diferentes saberes sean trabajados en conjunto.

Palabras clave: Ensino de ciências, moedas brasileiras, ciência e arte, estratégias didáticas (pt)
enseñanza de ciencias, monedas brasileñas, ciencia y arte , estrategias didácticas (es)
science teaching, Brazilian coins, science and art, didactic strategies (en)

Aroca, S. C., e Silva, C. C. (2011). Ensino de Astronomia em um espaço não formal: observação do sol e de manchas solares. Revista Brasileira de Ensino de Física, 33, 1-11.

Banco Central do Brasil (BCB). (2016). Museu de valores: roteiro para guias de visitantes. Brasil: Banco Central do Brasil. http://www.bcb.gov.br/htms/museu-espacos/GuiaMuseuModelo.pdf.

Banco Central do Brasil (BCB). (2004). Dinheiro no Brasil. Brasília: Brasil.

https://www.bcb.gov.br/Pre/PEF/PORT/publicacoes_DinheironoBrasil.pdf.

Barros, M. D. M., Zanella, P. G., e Araújo-Jorge, T. C. (2015). Música no ensino de ciências: análise da presença de letras de músicas em livros didáticos de Ciências das séries finais do Ensino Fundamental no Brasil. European Review of Artistic Studies, 6, 1-17.

Belisário, R., Starling, M. F. V., Zanella, P. G., e Barros, M. D. M. (2013). Discutindo a revolução dos cravos nos contextos da Botânica e da História na educação básica, a partir da música 'Tanto Mar', de Chico Buarque (1978). Anais do Congresso Nacional de Botânica - Botânica Sempre Viva, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, 64º.

Brandão, L. E. D., Andrade, J. G., Dias, D. V. C., e Barros, M. D. M. (2016). Ensinando zoologia a partir da letra da música 'Tico-tico no fubá', de Zequinha de Abreu. Revista Práxis, 8, 83 - 91.

Brandão, L. E. D., Amorim, D. O., Souza, M. M., Acipreste, I. F., e Barros, M. D. M. (2017). Ensinando Ciências e Biologia através das cédulas brasileiras. European Review of Artistic Studies, 8(2), 32-65.

Brandão, L. E. D., Arantes, F. P., Santos, J. E., Rizzo, E., e Bazzoli, N. (2020). Reproductive variables of Brycon nattereri Günther, 1864 (Pisces: Characidae), an endangered commercial species. Animal Reproduction Science. 213, 106272. https://doi.org/10.1016/j.anireprosci.2019.106272

Brandão, L. E. D., e Barros, M. D. M. (2018). O grupo dos peixes nos escudos dos times de futebol do Brasil. Revista Trilhas Pedagógicas, 8, 24-40.

Brandão, L. E. D., e Barros, M. D. M. (2017). O potencial do uso de mascotes como anfíbios e répteis associado ao ensino das ciências e biologia. ARETÉ: Revista Amazônica de Ensino de Ciências, 10, 61-73. Brandão, L. E. D., e Barros, M. D. M. (2016). A utilização da música Aqui no mar como estratégia pedagógica para o ensino de Ciências e Biologia. European Review of Artistic Studies, 7, 1-20.

Brandão, L. E. D., Belisário, R., Rodrigues, H. T. S., Starling, M. F. V., Diniz, P. G. Z., e Barros, M. D. M. (2014). Ensinando Botânica a partir da música 'Feira de mangaio' de Sivuca e Glorinha Gadelha (1979). Anais do Congresso Nacional de Botânica. Salvador, Bahia, Brasil.

Brandão, L. E. D., Belisário, R., Rodrigues, H. T. S., Starling, M. F. V., Zanella, P. G., e Barros, M. D. M. (2015). A utilização da música 'Espatódea' como estratégia para o ensino de botânica: aproximações com o ensino de Ciências e Biologia. Anais do Congresso Nacional de Botânica, Santos, São Paulo, Brasil, 66º.

Brandão, L. E. D., Matta, R. R., e Barros, M. D. M. (2017). As potencialidades do filme Procurando Dory para o ensino de Ciências e Biologia. Interfaces da Educação, 8, 172-201.

Brandão, L. E. D., Rodrigues, H. T. S., e Barros, M. D. M. (2017). As plantas representadas como mascotes dos times brasileiros de futebol. Ensino & Pesquisa – Revista Multidisciplinar de Licenciatura e Formação Docente, 15, 21-45.

Brandão, L. E. D., Rodrigues, H. T. S., Sousa, V. B. P., e Barros, M. D. M. (2016). Os mamíferos representados como mascotes dos times brasileiros de futebol. Revista Trilhas Pedagógicas, 6, 74-91.

Brasil, Moedas do. (2016). Catálogo das Moedas Brasileiras. Site de numismática. http://www.moedasdobrasil.com.br/catalogo.asp?s=88.

Brasil, Ministério do Meio Ambiente. (2010). Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Brasília: Ministério do Meio Ambiente.

Brasil, Secretaria da Educação Fundamental. (1998). Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais.Brasília: Ministério da Educação.

Bulegon, A. M., e Coelho, F. B. O. (2013). Análise do tema Astronomia, nos livros didáticos indicados pelo PNLD, dos anos iniciais do ensino fundamental. VIDYA, 33(1), 117-128.

Casa da Moeda do Brasil (CMB). (2015). Catálogo comercial. Brasil: Casa da Moeda. http://www.casadamoeda.gov.br/portal/negocios/catalogo-comercial.html

Chiarello, A. G., Aguiar, L. M. de S., Cerqueira, R., Melo, F. R., Rodrigues, F. H. G., e Silva, V. M. F. (2008). Mamíferos Ameaçados de Extinção no Brasil. In: Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 681-874.

Deffaci, A. C., da Silva, V. P., Hartmann, M. T., e Hartmann, P. A. (2016). Diversidade de aves, mamíferos e répteis atropelados em região de floresta subtropical no sul do Brasil. Ciência e Natura, 38, 1205-1216.

Dias, D. V. C., Brandão, L. E. D., Rodrigues, H. T. S., Sousa, V. B. P., e Barros, M. D. M. (2016). As aves como mascotes dos times brasileiros de futebol. Revista Trilhas Pedagógicas, 6, 9-26.

Dias, G. F.(2003). Educação Ambiental: Princípios e Práticas. São Paulo: Gaia.

Dumas, L. L. (2018). Air ball ou chuá? A Zoologia presente nos símbolos das equipes de basquetebol brasileiras e norte americanas. A Bruxa, 2(5), 1-31.

Faber, M. (2016). História do Dinheiro no Brasil. Brasil: História Livre.

Ferri, V. C., Rinaldi, M. M., Luchetta, L., e Rombaldi, C. V. (2002). Qualidade de caquis Fuyu tratados com cálcio em pré-colheita e armazenados sob atmosfera modificada. Revista Brasileira de Fruticultura, 24, 385-388.

Freitas, L. J. A., Prado, P. S., Arantes, F. P., Santiago, K. B., Yoshimi, S., Bazzoli, N., e Rizzo, E. (2013). Reproductive biology of the characid dourado Salminus franciscanus from the São Francisco River, Brasil. Animal Reproduction Science, 139, 145-154.

Gama, L. D., e Henrique, A. B. (2010). Astronomia na sala de aula: por quê? Revista Latino-Americana de Educação em Astronomia, 9, 7-15.

Gerhardt, T. E., e Silveira, D. T. (2009). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Guimaraes, J. F., Silva, C. R., e Perin, M. A. A. (2018). Atropelamentos e influência da paisagem na sobrevivência de mamíferos silvestres de médio e grande porte. Revista Ibero Americana de Ciências Ambientais, 9, 54-70.

ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. (2018). Livro vermelho da fauna brasileira ameaçada de extinção.ICMBio: Brasil.

Ismail, W. N. W., Samian, A. L., e Muslim, N. (2017). Bird Element Symbolism in Malay Proverbs. InternationalJournal of Asian Social Science, 7, 119-125.

Lerayer, D. (2010). Guia do algodão: tecnologia no campo para uma indústria de qualidade. Cartilha do Conselho de Informações sobre Biotecnologia. 1-16. http://www.biologia.seed.pr.gov.br/arquivos/File/biotecnologia/algodao_biotecnologia.pdf.

Lopes, P. R. C., Oliveira, I. V. de M., Oliveira, J. E. de M., Assis, J. S. (2014). Cultivo do Caquizeiro no Vale do São Francisco. Embrapa: circular técnica, 107, 1-9.

Mageski, M., Ferreira, R. B., Costa, L. C. D., Jesus, P. R., e Ferreira, P. D. (2017). Frog assemblage associated with bromeliads in a sandy coastal plain in the state of Espírito Santo, southeastern Brazil. Papéis Avulsos de Zoologia, 57, 445-449.

Mamede, S., e Benites, M. (2018). Por que Campo Grande é a capital Brasileira do Turismo de observação de aves e propostas para o fortalecimento da cultura local em relação a esta prática. Atualidades Ornitológicas, 23, 8-15.

Mello, A. (2017, 09 de junho). O simbolismo do pavão nas organizações religiosas. Publicado. http://ensinoreligiosoemsala.blogspot.com/2017/06/o-simbolismo-do-pavao-nas-organizacoes.html

Melo, D. R., e Barros, M. D. M. (2019). Guia do educador para o filme “Uma prova de amor”. Praxis, 11, 65-78.

Pereira, F. P. (2020). A biologia do café. Publicado em 13/02/2020 no blog café de quinta. https://cafedequinta.com.br/a-biologia-do-cafe/.

Pereira, P. A. R., e Barros, M. D. M. (2017). Guia do educador para o filme Rango. Revista Pedagogia em Foco, 12, 205-222.

Porto, M. D., Santos, M. L., e Ferreira, J. R. R. (2016). Os desafios do ensino de Ciências no século XXI e a formação de professores para a educação básica. Goiás: Editora da Universidade Federal de Goiás.

Presti, F. T., Almeida, T. A., Silva, G. F., Silva, H. E., Conrado, L. P., Cespede, L., et al. (2017). Conhecendo a arara-azul-grande: confecção e aplicação de um jogo didático como parte das ações de Educação Ambiental visando a conservação da espécie. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), 12, 259-273.

Rodes, N. A., Mesquita, A. F. S., e Barros, M. D. M. (2019). A utilização das paródias 'Xote Chagásico' e 'Dengue, Zika e Chikungunya' como estratégias de educação em saúde no ensino de Ciências e Biologia. Experiências em Ensino de Ciências, 14, 461-481.

Silva-Melo, M. R. D., Guedes, N., e Robaldo, M. (2019). Instituto Arara Azul: Integrando conservação, ciência cidadã e turismo Sustentável.Anais do 10º Seminário de Iniciação Científica e 1º Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação Stricto Sensu. https://repositorio.pgsskroton.com/bitstream/123456789/24510/1/UNIDERP%20-%20Marta%20Regina%20da%20Silva-Melo.pdf.

Silveira, G. (2008). Como é produzido o etanol? Revista superinteressante. Publicado em 05/11/2008. https://super.abril.com.br/mundo-estranho/como-e-produzido-o-etanol/.

Thiollent, M. J. M. (1984). Aspectos qualitativos da metodologia de pesquisa com objetivos de descrição, avaliação e reconstrução. Cadernos de Pesquisa, 49, 45-50.

Uzunian, A., e Birner, E. (2008). Biologia.. São Paulo: Harbra.

APA

Acipreste, I. de F., Brandão, L. de E. D., Amorim, D. O., & Barros, M. D. M. de. (2020). A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, (49). https://doi.org/10.17227/ted.num49-10463

ACM

[1]
Acipreste, I. de F., Brandão, L. de E.D., Amorim, D.O. y Barros, M.D.M. de 2020. A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras. Tecné, Episteme y Didaxis: TED. 49 (dic. 2020). DOI:https://doi.org/10.17227/ted.num49-10463.

ACS

(1)
Acipreste, I. de F.; Brandão, L. de E. D.; Amorim, D. O.; Barros, M. D. M. de. A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras. Tecné. Episteme. Didaxis: TED 2020.

ABNT

ACIPRESTE, I. de F.; BRANDÃO, L. de E. D.; AMORIM, D. O.; BARROS, M. D. M. de. A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, [S. l.], n. 49, 2020. DOI: 10.17227/ted.num49-10463. Disponível em: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/10463. Acesso em: 20 ene. 2021.

Chicago

Acipreste, Izabella de Freitas, Lucas de Esquivel Dias Brandão, Danielle Ornelas Amorim, y Marcelo Diniz Monteiro de Barros. 2020. «A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, n.º 49 (diciembre). https://doi.org/10.17227/ted.num49-10463.

Harvard

Acipreste, I. de F., Brandão, L. de E. D., Amorim, D. O. y Barros, M. D. M. de (2020) «A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras», Tecné, Episteme y Didaxis: TED, (49). doi: 10.17227/ted.num49-10463.

IEEE

[1]
I. de F. Acipreste, L. de E. D. Brandão, D. O. Amorim, y M. D. M. de Barros, «A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras», Tecné. Episteme. Didaxis: TED, n.º 49, dic. 2020.

MLA

Acipreste, I. de F., L. de E. D. Brandão, D. O. Amorim, y M. D. M. de Barros. «A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, n.º 49, diciembre de 2020, doi:10.17227/ted.num49-10463.

Turabian

Acipreste, Izabella de Freitas, Lucas de Esquivel Dias Brandão, Danielle Ornelas Amorim, y Marcelo Diniz Monteiro de Barros. «A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras». Tecné, Episteme y Didaxis: TED, no. 49 (diciembre 24, 2020). Accedido enero 20, 2021. https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/10463.

Vancouver

1.
Acipreste I de F, Brandão L de ED, Amorim DO, Barros MDM de. A associação entre o ensino de ciências e as moedas brasileiras. Tecné. Episteme. Didaxis: TED [Internet]. 24 de diciembre de 2020 [citado 20 de enero de 2021];(49). Disponible en: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/10463

Descargar cita

Citaciones

Crossref Cited-by logo
0

Métricas PlumX

Visitas

20

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.