Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil

Routes of Initial Learning in Pedagogy in the Brazilian Legislation: Challenges for Teaching in Early Childhood Education

Itinerarios de la Formación Inicial en Pedagogía en la legislación brasileña: desafíos para la docencia en la Educación Infantil

Publicado
2021-09-20

En una perspectiva histórica de la Pedagogía y en vinculación con el derecho a la educación, este artículo analiza las premisas establecidas para la formación inicial de profesores para la docencia en la educación infantil, en el contexto de las transformaciones que marcan las actuales políticas públicas educativas brasileñas. Con anclaje en referenciales teórico-metodológicos de Mikhail Bakhtin, se deriva de una investigación de abordaje cualitativo y de naturaleza bibliográfica, este texto está desarrollado por medio de un análisis documental de la estrategia educativa brasileña, con destaque para la vigencia de la Ley 13.005/2014, que instituye el Plan Nacional de Educación, así como de la Resolución 01/2006, que establece las Directrices Curriculares Nacionales para el curso de pregrado em Pedagogía, y de la Resolución 02/2015, que define las Directrices Curriculares Nacionales para la formación inicial a nivel superior y formación continuada. Em vista de la relevancia en la producción de políticas públicas, los documentos reúnen concepciones que se vinculan con diferentes contextos sociohistóricos, evidenciando diversas (a veces divergentes) perspectivas e interpretaciones, dirigidas a los procesos formativos de los docentes y al trabajo educativo con los niños. Los análisis indican problemáticas referentes a la organización curricular, a la dinámica de las acciones y a las interfaces con el campo de trabajo, señalando que los ordenamientos legales se efectúan em medio de disputas y tensiones. Sin embargo, indican la formación a nivel superior como una conquista, enfatizando la relevancia del cumplimiento de las metas y estrategias del Plan Nacional de Educación en el horizonte de la defensa del derecho de los niños pequeños a la educación de calidad socialmente referenciada.

Palabras clave: teacher education, educational legislation , educational history, teaching, early childhood education (en)
formación de profesores, legislción educativa, docencia, historia educacional, educación infantil (es)
formação de professores, legislação educacional, história educacional, docência, educação infantil (pt)
Valdete Côco, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Educação pela Universidade Federal Fluminense; Professora vinculada ao Departamento de Linguagens, Cultura e Educação e ao Programa de Pós-graduação em Educação do Centro de Educação da Universidade Federal do Espírito Santo; Coordenadora do Grupo de Pesquisa Formação e Atuação de Educadores (GRUFAE)

 

Maria Nilceia de Andrade Vieira, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação do Centro de Educação da Universidade Federal do Espírito Santo; integrante do Grupo de Pesquisa Formação e Atuação de Educadores - GRUFAE; Pedagoga na Rede Municipal de Ensino de Vitória - ES; Professora da Faculdade Estácio de Vila Velha.

 

Karina de Fátima Giesen, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestranda em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação do Centro de Educação da Universidade Federal do Espírito Santo; integrante do Grupo de Pesquisa Formação e Atuação de Educadores - GRUFAE.

Dilza Côco, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES)

Professora do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES), com lotação no Campus Vitória e atuação na Área de Ciências Sociais e Humanas nos cursos de Licenciatura em Matemática, Letras Português, Especialização Proeja e nos Programas de Pós-Graduação em Educação, Ciências e Matemática (EDUCIMAT- mestrado e doutorado) e Ensino de Humanidades (PPGEH-mestrado). Doutora em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo/ UFES (2014); Mestre em Educação pela UFES (2006) e Licenciada em Pedagogia pela UFES (1997). Integra o grupo de pesquisadores do Grupo de Estudos e Pesquisas Educação na Cidade e Humanidades (GEPECH) e do Grupo de Pesquisas em Práticas Pedagógicas de Matemática (Grupem), vinculado em ambos à linha de pesquisa formação de professores. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Humanidades (PPGEH) a partir do ano de 2021.

Almeida, G. M. e Côco, V. (2018). Trabalho docente na educação infantil: a participação das auxiliares de creche. Actualidades Pedagógicas, 72, 97-117. https://ciencia.lasalle.edu.co/ap/vol1/iss72/6/

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) (2019a). Posição da ANPED sobre a questão da formação inicial e Continuada de Professores e seu marco legal Resolução CNE/CP nº 2, de 1 de julho de 2015. http://www.anped.org.br/sites/default/files/images/cne_06maio_posicionamento_anped.pdf

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) (2019b). Uma formação formatada. Posição da ANPEd sobre o “texto referência - diretrizes curriculares nacionais e base nacional comum para a formação inicial e continuada de professores da educação básica". https://anped.org.br/news/posicao-da-anped-sobre-texto-referencia-dcn-e-bncc-para-formacao-inicial-e-continuada-de

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) (2018). A proposta de BNCC do ensino médio: alguns pontos para o debate. http://www.anped.org.br/sites/default/files/images/anped_contra_bncc_em_para_cne_maio_2018.pdf

Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (2018). Manifesto ANFOPE em defesa da Formação de Professores. http://www.anped.org.br/news/manifesto-anfope-em-defesa-da-formacao-de-professores

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) (2016). Editorial. Boletim ANPED, 5(20). Número especial “Conquistas em riscos”. http://www.anped.org.br/boletim/23/2016/11

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) (2015). Exposição de Motivos sobre a Base Nacional Comum Curricular. Ofício n.º 01/2015/GR. Rio de Janeiro, RJ. http://www.anped.org.br/sites/default/files/resources/Of_cio_01_2015_CNE_BNCC.pdf

Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (ANPEd) (2011). Documento Final do 15º Encontro Nacional. Em Brzezinski, I. (Org). Anfope em movimento 2008-2010 (pp. 13-58). Líber Livro. Anfope. Capes. Anexo I. http://www.gppege.org.br/

Bakhtin, M. M. (2011). Estética da criação verbal (6a ed.). Martins Fontes.

Bakhtin, M. M. (2010). O discurso no romance. In: M. Bakhtin. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance (6a. ed.), 71-210. Hucitec.

Bakhtin, M. M. (2006). Marxismo e filosofia da linguagem (12a ed.). Hucitec.

Ball, S. J. (2001). Diretrizes políticas globais e relações políticas locais em educação. Currículo sem Fronteiras, 1(2), 99-116. http://www.curriculosemfronteiras.org/vol1iss2articles/ball.pdf

Ball, S. J. (2009). Entrevista com Stephen Joseph Ball: um diálogo sobre justiça social, pesquisa e política educacional. Entrevista concedida a Mainardes, J. e Marcondes, M. I. Educação e Sociedade, 30(106), 303-318. http://www.cedes.unicamp.br

Bloch, M. (2002). Apologia da História ou o Ofício do Historiador. Jorge Zahar Editor.

Brasil (1939). Decreto-Lei nº 1.190, de 4 de abril de 1939. Dá organização à Faculdade Nacional de Filosofia. Brasília, DF. https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1930-1939/decreto-lei-1190-4-abril-1939-349241-publicacaooriginal-1-pe.html

Brasil (1971). Lei n. 5.692, de 11 de agosto de 1971. Diretrizes e Bases para o ensino de 1.º e 2.º graus. Brasília, DF. https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1970-1979/lei-5692-11-agosto-1971-357752-publicacaooriginal-1-pl.html

Brasil (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Senado Federal.

Brasil (1996). Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Brasil (2006). Resolução CNE/CP n.º 1, de 15 de maio de 2006. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. Brasília, DF. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf

Brasil (2006). Emenda Constitucional n. 53, de 19 de dezembro de 2006. Dá nova redação aos arts. 7º, 23, 30, 206, 208, 211 e 212 da Constituição Federal e ao art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. Brasília, DF. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Emendas/Emc/emc53.htm

Brasil (2009). Resolução CNE/CEB n.º 05, de 17 de dezembro de 2009. Fixa as diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil.. http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb005_09.pdf

Brasil (2014). Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm

Brasil (2015). Resolução CNE/CP n. 02, de 1º de julho de 2015. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior e para a formação continuada. Brasília, DF. http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file

Brasil (2019a). Portaria nº 2.167, de 19 de dezembro de 2019. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial de Professores para a Educação Básica e Base Nacional Comum para a formação inicial de Professores da Educação Básica – BNC – Formação. Brasília, DF. http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=133091-pcp022-19-3&category_slug=dezembro-2019-pdf&Itemid=30192

Brasil (2019b). Resolução CNE/CP n º 2, de 20 de dezembro de 2019. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação). Brasília, DF. http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2019-pdf/135951-rcp002-19/file.

Brasil (2019c). Parecer CNE/CP nº: 22 de 7 de novembro de 2019. Revisa e atualiza a Resolução CNE/CP nº 2, de 1º de julho de 2015. http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2019-pdf/135951-rcp002-19/file.

Buss-Simão, M. e Rocha, E. A. C. (2018). Docência na educação infantil: uma análise das redes municipais no contexto catarinense. Rev. Bras. Educ., 23, 1-20. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782018000100216

Côco, V., Galdino, L. e Vieira, M. A. (2017). Trajetórias de formação: perspectivas para a docência na educação infantil. Revista Espaço do Currículo, 10(2), 272-289. https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/rec.v10i2.35502

Côco, V. (2013). Conquistas, avanços, desafios e disputas na política de educação infantil: Transformações na docência... Em nós. Em Rangel, I. S., Nunes, K. R. e Côco, V. (Orgs.) Educação infantil: redes de conversações e produções de sentidos com crianças e adultos. (pp. 181-199). Petrópolis, RJ: De Petrus.

Côco, V. (2018). Educação infantil: considerações sobre a formação de professores. Educação em Análise, 3, 6-26. http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/educanalise/article/view/33681

Côco, V., Vieira, M. N. e Giesen, K. F. (2018). Formação inicial para a docência na educação infantil: indicadores da produção acadêmica. Revista Faeeba, 27(51), 69-84. https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/4967

Côco, V., Vieira, M. N. e Giesen, K. F. (2019). Docência na educação infantil: desafios e perspectivas da formação inicial em pedagogia. Momento: diálogos em educação, 28(1), 417-435. https://periodicos.furg.br/momento/article/view/8056

Côco, V., Reis, M. L., Vieira, M. N., Lovatti, R. R. e Zucolotto, V. M. (2015). O Plano Nacional de Educação: desafios no campo da educação infantil. Eccos Revista Científica (Online), 37, 77-92. https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=eccos&page=article&op=view&path%5B%5D=5553

Conferência Nacional de Educação (2010). Documento – referência. Fórum Nacional de Educação. Brasília, DF: Ministério da Educação. http://conae.mec.gov.br/images/stories/pdf/pdf/documetos/documento_final_sl.pdf

Cunha, M. I. (2013). O tema da formação de professores: trajetórias e tendências do campo na pesquisa e na ação. Revista Educação e Pesquisa, 3, 609-625. http://scielo.br/pdf/ep/v39n3/aop1096.pdf

Dourado, L. F. (2015). Diretrizes curriculares nacionais para a formação inicial e continuada dos profissionais do magistério da educação básica: concepções e desafios. Educação & Sociedade, 36(131), 299-324. http://www.scielo.br/pdf/es/v36n131/1678-4626-es-36-131-00299.pdf

Dourado, L. F. e Tuttman, M. T. (2019). Formação do Magistério da Educação Básica nas universidades brasileiras: institucionalização e materialização da Resolução CNE CP nº 2/2015. Formação em Movimento, 1(2), 197-217. http://costalima.ufrrj.br/index.php/FORMOV/issue/view/108/DA.

Durli, Z. (2007). O processo de construção das diretrizes curriculares nacionais para o curso de pedagogia: concepções em disputa. (Tese de doutorado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis). https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/89732/247336.pdf?sequence

Durli, Z. e Bazzo, V. L. (2008). Diretrizes Curriculares para o curso de Pedagogia: concepções em disputa. Atos de Pesquisa em Educação, 3(2), 201-226. https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/938

Kramer, S. (2000). Linguagem, cultura e alteridade. Para ser possível uma educação depois de Auschwitz, é preciso educar contra a barbárie. Enrahonar, 31, 149-159.https://grupoinfoc.com.br/publicacoes/periodicos/p48_Linguagem_cultura_e_alteridade._Para_ser_possivel_uma_educacao_depois_de_Auschwitz_e_preciso_educar_contra_a_barbarie.pdf

Kramer, S. (1995). A política do pré-escolar no Brasil: a arte do disfarce (5a ed.). Cortez.

Plaisance, E. (2004). Para uma sociologia da pequena infância. Educação e Sociedade, 25(86), 221-241. http://www.scielo.br/pdf/es/v25n86/v25n86a11.pdf

Quinteiro, J. e Carvalho, D. C. de (Org.). (2007). Participar, brincar e aprender: exercitando os direitos da criança na escola. Junqueira & Marin; CAPES.

Rayna, S. e Brougère, G. (2000). Tendences et innovations dans l’éducation préscolaire: perspectives internationals. INPR.

Rocha, E. A. (1999). A pesquisa em educação infantil no Brasil: trajetória recente e perspectivas de consolidação de uma pedagogia. (Tese de doutorado, Faculdade de Educação. Unicamp, Campinas). http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000184228

Saviani, D. (2007). Pedagogia: o espaço da educação na Universidade. Cadernos de Pesquisa, 37(130), 99-134. http://www.scielo.br/pdf/cp/v37n130/06.pdf

Saviani, D. (2009). Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, 14(40), 143-155. http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v14n40/v14n40a12.pdf

Scheibe, L. (2007). Diretrizes Curriculares para o Curso de Pedagogia: Trajetória Longa e Inconclusa. Cadernos de Pesquisa, 37, 30-50. https://www.scielo.br/pdf/cp/v37n130/04.pdf

Scheibe, L. e Durli, Z. (2011). Curso de Pedagogia no Brasil: Olhando o Passado, Compreendendo o Presente. Educação em Foco, 17, 79-110. http://revista.uemg.br/index.php/educacaoemfoco/article/view/104

Silva, C. S. (2003). Curso de Pedagogia no Brasil: história e identidade. São Paulo, SP: Autores Associados.

Vieira, M. N. e Côco, V. (2019). Pesquisas da pós-graduação brasileira: diálogos com a avaliação institucional na educação infantil. Dialogia, 31, 91-100. https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/11471

APA

Côco, V., de Andrade Vieira, M. N., de Fátima Giesen, K., & Côco, D. (2021). Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil. Revista Colombiana de Educación, 1(83). https://doi.org/10.17227/rce.num83-10811

ACM

[1]
Côco, V., de Andrade Vieira, M.N., de Fátima Giesen, K. y Côco, D. 2021. Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil. Revista Colombiana de Educación. 1, 83 (sep. 2021). DOI:https://doi.org/10.17227/rce.num83-10811.

ACS

(1)
Côco, V.; de Andrade Vieira, M. N.; de Fátima Giesen, K.; Côco, D. Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil. Rev. Colomb. Educ. 2021, 1.

ABNT

CÔCO, V.; DE ANDRADE VIEIRA, M. N.; DE FÁTIMA GIESEN, K.; CÔCO, D. Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil. Revista Colombiana de Educación, [S. l.], v. 1, n. 83, 2021. DOI: 10.17227/rce.num83-10811. Disponível em: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/RCE/article/view/10811. Acesso em: 16 oct. 2021.

Chicago

Côco, Valdete, Maria Nilceia de Andrade Vieira, Karina de Fátima Giesen, y Dilza Côco. 2021. «Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil». Revista Colombiana de Educación 1 (83). https://doi.org/10.17227/rce.num83-10811.

Harvard

Côco, V., de Andrade Vieira, M. N., de Fátima Giesen, K. y Côco, D. (2021) «Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil», Revista Colombiana de Educación, 1(83). doi: 10.17227/rce.num83-10811.

IEEE

[1]
V. Côco, M. N. de Andrade Vieira, K. de Fátima Giesen, y D. Côco, «Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil», Rev. Colomb. Educ., vol. 1, n.º 83, sep. 2021.

MLA

Côco, V., M. N. de Andrade Vieira, K. de Fátima Giesen, y D. Côco. «Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil». Revista Colombiana de Educación, vol. 1, n.º 83, septiembre de 2021, doi:10.17227/rce.num83-10811.

Turabian

Côco, Valdete, Maria Nilceia de Andrade Vieira, Karina de Fátima Giesen, y Dilza Côco. «Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil». Revista Colombiana de Educación 1, no. 83 (septiembre 20, 2021). Accedido octubre 16, 2021. https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/RCE/article/view/10811.

Vancouver

1.
Côco V, de Andrade Vieira MN, de Fátima Giesen K, Côco D. Percursos da Formação Inicial em Pedagogia na legislação brasileira: desafios para a docência na Educação Infantil. Rev. Colomb. Educ. [Internet]. 20 de septiembre de 2021 [citado 16 de octubre de 2021];1(83). Disponible en: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/RCE/article/view/10811

Descargar cita

Citaciones

Crossref Cited-by logo
0

Métricas PlumX

Visitas

79

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.