9A001 Educação em Ciências: caminhos entrelaçados com Alfabetização Científica e Currículo Escolar?

Juliana Schwingel Gasparotto
José Cláudio Del Pino

A reflexão entrelaça campos conceituais específicos que perpassam pelo espaço escolar: Educação em Ciências, Alfabetização Científica e Currículo Escolar. Busco pontos de sutura entre os mesmos para eleger possibilidades de investimentos para um ensino de Ciências atrelado à formação de cidadãos comprometidos com a consolidação de sociedades sustentáveis.  Como professora/pesquisadora, penso que uma prática reflexiva surge como resultado de um contínuo processo de transformação do sujeito pesquisador no desenrolar de sua trajetória. Portanto, as reflexões estabelecidas neste texto, bem como os pontos de suturas são resultados de minhas interpretações.

Gasparotto, J. S., & Del Pino, J. C. (2018). 9A001 Educação em Ciências: caminhos entrelaçados com Alfabetização Científica e Currículo Escolar?. Tecné Episteme Y Didaxis TED, (Extraordin), 1-6. Recuperado a partir de http://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/9154
Bachelard, G. (1996). A formação do espírito científico: contribuições para uma psicanálise do conhecimento. Tradução Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto.
________. (2000). O novo espírito científico. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.
Chassot. A. (2001). Alfabetização científica: questões e desafios para educação. Ijuí: Ed. UNIJUÍ.

________. (2003). A. Alfabetização científica: uma possibilidade para a inclusão social. Revista Brasileira de Educação, 22, 89-100. Retirado de http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-24782003000100009&script=sci_abstract&tlng=pt

Ghedin, E.(2017). O ensino de Ciências e suas Epistemologias. Boa Vista: Editora da UFRR.
Maldaner, O.A., Zanon, L. B., Auth, M.A. (2015). Pesquisa sobre Educação em Ciências e Formação de Professores. In.: Santos, F.M.T, Greca, I.M. (Ed.), A pesquisa em ensino de ciências no Brasil e suas metodologias. (pp. ). Ijuí, Brasil: Ed. Unijuí.
Maturana, R.H. (2001). Cognição, ciência e vida cotidiana. Belo Horizonte: Ed. UFMG.
Moraes, R. (1995). Ciências para as séries iniciais e alfabetização. 2. Porto Alegre: Sagra – DC Luzzatto.
Nardi,R., Almeida, M.J.P.M. (2007). Investigação em Ensino de Ciências no Brasil segundo pesquisadores da área: alguns fatores que lhe deram origem. Pro-Posições, 18, 1(51), 213-226. Retirado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643587
Sacristán, J.G. (2002). Educar e Conviver na Cultura Global: as exigências da cidadania. Porto Alegre: ARTMED.
Sasseron, L.H, Carvalho, A.M.P. (2011). Alfabetização Científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, 16(1), 59-77. Retirado de https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/844768/mod_resource/content/1/SASSERON_CARVALHO_AC_uma_revis%C3%A3o_bibliogr%C3%A1fica.pdf
Zabala, A. (2002). Enfoque Globalizador e pensamento complexo: uma proposta para o currículo escolar. Porto Alegre: ARTMED.

Wittgenstein, L. (2014). Investigações filosóficas. 9. Petrópolis: Vozes.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Article Details