8A004 Saberes docentes: questões de gênero no ensino de biologia – o caso da seleção sexual

Mariane Caroline dos Anjos
Bettina Heerdt

Os saberes disciplinares específicos do Ensino de Biologia estão embasados não apenas no conhecimento científico, mas por aspectos filosóficos, políticos, sociais e epistemológicos. Nesta pesquisa, as questões de Gênero são identificadas como um dos aspectos que influencia o saber disciplinar. Entende-se Gênero como relações entre mulheres e homens, não definidas apenas por aspectos biológicos, mas que consistem em uma construção social, cultural e história. Na Biologia, descrições sexistas de Gênero permeiam os conteúdos biológicos e não são refletidas na formação docente. Neste artigo, busca-se realizar uma reflexão teórica de como os saberes disciplinares da Biologia, em específico os conhecimentos de seleção sexual, contribuem para a manutenção de um Ensino de Biologia estereotipado, sexista e discriminatório em relação a gênero.   

Anjos, M. C. dos, & Heerdt, B. (2018). 8A004 Saberes docentes: questões de gênero no ensino de biologia – o caso da seleção sexual. Tecné Episteme Y Didaxis TED, (Extraordin), 1-7. Recuperado a partir de http://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/9147
Abd-El-Khalick, F., y Lederman, N. G. (2000) Improving science teachers‘ conceptions of nature of science: A critical review of the literature. International Journal of Science Education, 22 (7), pp. 665–701.

Alcock, J. (2011). Comportamento animal: uma abordagem evolutiva. 9. ed. -Porto Alegre: Artmed.

Almeida, P, C. A., y Biajone, J. (2007). Saberes docentes e formação inicial de professores: implicações e desafios para as propostas de formação. Educação e Pesquisa, São Paulo, 33(2), pp. 281-295.

Bastos, F. (2009). Formação de professores de biologia. En A. M. A. Caldeira, E. S. N. N Araujo. (Ed.), Introdução à Didática da Biologia (pp. 58-70). São Paulo: Escrituras Editora.

Carvalho, A. M. P., y GIL-PÉREZ, D. (2011) Formação de professores de Ciências: Tendências e Inovações. São Paulo: Cortez.

Darwin, C. (2014) A origem das espécies. Tradução Carlos Duarte e Anna Duarte. 1.ed. São Paulo: Martin Claret.

Dawkins, R. (2001). O gene egoísta. tradução Geraldo H. M. Florsheim. Belo Horizonte: Itatiaia.

França, F. F., y CALSA, G. C. (2010). Intervenção Pedagógica: A Contribuição dos Estudos de Gênero à Formação Docente. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, (28), pp, 21-31.

Gauthier, C. et al. (1998). Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. 3 ed. Ijuí: Unijuí.

Gil Pérez, D. et al. (2001) Para uma imagem não deformada do trabalho Científico. Ciência e Educação. 7(2), pp. 125-153.

Heerdt, B.; Batista, I. de L. Questões de Gênero e da Natureza da Ciência na Formação Docente. Investigações em Ensino de Ciências, 21 (2), 30-51, 2016a. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/7/188

Heerdt, B. (2014). Saberes docentes: Gênero, Natureza da Ciência e Educação Científica. (Tese de doutorado). Universidade Estadual de Londrina, Londrina, Brasil

Louro, G. L. (2008) Gênero e sexualidade: pedagogias contemporâneas. Pro- Posições, 19(2).

Mayr, E. (1998). O desenvolvimento do pensamento biológico: diversidade, evolução e herança. Brasília: UnB.

Pimenta, S. G. (1999). Formação de professores: Identidade e saberes da docência. En Pimenta, S. G (Ed.), Saberes pedagógicos e atividade docente (pp. 15-34). São Paulo: Cortez.

Roughgarden, J. (2004). Evolução do gênero e da sexualidade. Tradução Maria Edna Tenório Nunes. Londrina: Editora Planta.

Schiebinger, L. (2001). O feminismo mudou a ciência? Tradução de Raul Fiker. Bauru, São Paulo: EDUSC.
Scott, J. (1995). Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade. 20(2)

Silva, A. F., Santos, A. P. O., y Heerdt, B. (2017). Questões de Gênero na Educação Científica: Tendências nas Pesquisas Nacionais e Internacionais. En XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências XI ENPEC, 2017, Florianópolis. XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências XI ENPEC, 2017. pp. 01-10.

TARDIF, M. (2004). Saberes docentes e formação profissional. 17 ed. Petrópolis: Vozes.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Article Details