Tensões na formação do professor de biologia: desvelando a visão de um grupo de concluintes sobre o curso

  • Araújo Jaqueline Trindade Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Chapani Daisi Teresinha Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Resumen

O artigo tem como objetivo levantar uma discussão em torno da formação de professores de Biologia, trazendo à tona a visão de um grupo de concluintes sobre o curso, direcionada para as tensões existentes entre as dificuldades e os sucessos propiciados no percurso da formação. A pesquisa foi feita na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – Campus Jequié (UESB), com 12 alunos das turmas finais. Os resultados evidenciaram alguns  conflitos existentes na formação de professores,  referindo-se a entrada na vida universitária, a identificação com a licenciatura em Ciências Biológicas e as dificuldades provenientes da carreira docente.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

Coulon, A. (2017). O ofício de estudante: a entrada na vida universitária. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 43, n. 4, p. 1239-1250, out./dez..
Diniz-Pereira, J. E. (1999). As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. Educação & Sociedade, 20(68), 109-125
Diniz-Pereira, J. E. (2002). A pesquisa dos educadores como estratégia para construção de modelos críticos de formação docente. In: DINIZ-PEREIRA, J. E.; ZEICHNER, K. M. (orgs.). A pesquisa na formação e no trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, p. 11-42, 2002.
Diniz-Pereira, J. E. (2006) E. A formação de professores nas licenciaturas: velhos problemas, novas questões. In: _______. Formação de professores: pesquisas, representações e poder. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica.
Garcia, C. M. (1999) Formação de professores: para uma mudança educativa. Trad. Isabel Narciso. Porto: Porto Editora.
García, C. M. (2009, Ago-Dez) A identidade docente: constantes e desafios. Formação docente. Revista Brasileira de Pesquisa sobre a formação de professores. Vol. 1 N. 1.
Gatti, B. A. et al. (2009). Atratividade da carreira docente no Brasil. In: Fundação Victor Civita . Estudos e pesquisas educacionais. São Paulo: FVC, v. 1, n. 1
Gatti, B. A. (2010, out.-dez.) Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1355-1379.
Goedert, L., Leyser, V., & Delizoicov, N. C. (2006) A formação do professor de Biologia na UFSC e o ensino da evolução biológica. Contexto e Educação. Editora Unijuí, Ano 21, n. 76 Jul/Dez.
Moraes, R. Galiazzi, M. C (2011). Análise Textual Discursiva. (2. ed. rev.) Ijuí: Unijuí.
Oliveira, A.A.S. (2002) Representações sociais sobre Educação Especial e deficiência: o ponto de vista de alunos deficientes e professores especializados. 343 f.. Tese (Doutoramento em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marilia, SP, Brasil.
Publicado
2018-11-18
Cómo citar
Jaqueline Trindade, A., & Daisi Teresinha, C. (2018). Tensões na formação do professor de biologia: desvelando a visão de um grupo de concluintes sobre o curso. Tecné Episteme Y Didaxis TED, (Extraordin). Recuperado a partir de http://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/9025