2B036 Ludicidade, argumentação e linguagem científica: o uso do júri-simulado no ensino de condutividade térmica e elétrica.

  • Alexandre Rodrigues Barbosa Universidade de Brasília

Resumen

A Física, enquanto componente curricular, é um grande desafio tanto para professores quanto para alunos do Ensino Médio, este desafio é ainda maior quando eles pertencem à Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ensinar Ciências para este público requer dos professores da área criatividade, técnica e sensibilidade, uma vez que o público-alvo da modalidade de ensino EJA necessita da valorização de seus saberes adquiridos ao longo da vida; além disso, é preciso que o ensino aconteça de maneira horizontal, sem imposição do saber científico sobre o saber popular. Por meio de um estudo de caso, realizado em duas turmas da EJA de uma escola pública brasileira, este trabalho objetiva investigar as contribuições do júri-simulado, enquanto ferramenta alternativa e lúdica de ensino, na abordagem do assunto condutividade térmica e elétrica.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

COMISSÃO, C., & DO RELATOR, I. R. E. V. Parecer CNE/CEB Nº 11/2000.
DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Estado de Educação. Diretrizes operacionais da Educação de Jovens e Adultos 2014/2017. Brasília: SEEDF, 2014.
Publicado
2018-11-15
Cómo citar
Barbosa, A. R. (2018). 2B036 Ludicidade, argumentação e linguagem científica: o uso do júri-simulado no ensino de condutividade térmica e elétrica. Tecné Episteme Y Didaxis TED, (Extraordin). Recuperado a partir de http://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/8926