1A039 Atividades experimentais para a educação básica: o exemplo da prática

  • Silvio Luiz Rutz Da Silva Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • André Maurício Brinatti Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • André Vitor Chaves de Andrade Universidade Estadual de Ponta Grossa

Resumen

Esse trabalho apresenta o relato da realização de práticas pedagógicas na disciplina atividades experimentais para o ensino médio e fundamental (AEEMF), no Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo UEPG, que buscaram fortalecer a formação cientifica de professores da educação básica. Foram desenvolvidas, implementadas e avaliadas uma série de atividades com foco no planejamento de aulas experimentais em um processo de reflexão sobre as práticas desses professores-discentes nas suas realidades escolares. Iniciamos nosso relato com uma contextualização do ensino de física experimental, e das condições de aplicação das atividades didático-pedagógicas que tenham por foco atividades experimentais.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

Alves Filho, J. de P. (2000) Regras da transposição didática aplicadas ao laboratório didático. Caderno Catarinense de Ensino de Física, 17(2), 174-188.
Cruz, G. K. e Silva, S. L. R. (2009) Reflexões para a composição de uma metodologia para o Ensino de Física. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, 2(1), 18-30.
Ferreira, N. C. (1978) Proposta de laboratório para a escola brasileira: um ensaio sobre a instrumentalização no ensino médio de física. (Dissertação Mestrado). Instituto de Física/Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, Brasil.
Fontana, R. A. C.; Cruz, M. N. (1997) Psicologia e trabalho pedagógico. São Paulo: Atual.
Hodson, D. (1994) Hacia un enfoque más crítico del trabajo de laboratorio. Enseñanza de Las Ciências, 12(3), 299-313.
Laburú, C. E. (2005) Seleção de experimentos de física no ensino médio: uma investigação a partir da fala dos professores. Investigações em Ensino de Ciências, 10(2), 161-178.
Lefrançois, G. R. (2013) Teorias da aprendizagem. São Paulo, Cengage Learning.
Moreira, M. A. (1999) Teorias de aprendizagem. São Paulo, EPU.
Moreira, M. A. (2006) A teoria da aprendizagem significativa e sua implementação em sala de aula. Brasília: UnB.
Rego, T. C. (2010) Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. 21. ed. Petrópolis, RJ: Vozes.
Rosito, B. A. (2003) O ensino de Ciências e a experimentação. In: Moraes, R. Construtivismo e Ensino de Ciências: Reflexões Epistemológicas e Metodológicas (pp.195-208). 2ed. Porto Alegre: Editora EDIPUCRS.
Salvadego, W. N. C. (2008) Busca de informação: saber profissional, atividade experimental, leitura positiva, relação com o saber. (Dissertação de Mestrado). Universidade Estadual de Londrina, Brasil.
Publicado
2018-11-10
Cómo citar
Da Silva, S. L. R., Brinatti, A. M., & Andrade, A. V. C. de. (2018). 1A039 Atividades experimentais para a educação básica: o exemplo da prática. Tecné Episteme Y Didaxis TED, (Extraordin). Recuperado a partir de http://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/8714