1A032 Obstáculos didáticos na inserção da Física Moderna e Contemporânea: um olhar a partir da formação de professores

Maxwell Siqueira
Larruana Montanha
Carlos Alexandre Batista
Maurício Pietrocola

A temática da inserção da Física Moderna e Contemporânea na Educação Básica já é considerada um linha de pesquisa consolidada. Nesse contexto, a formação de professores é um dos aspectos essenciais para ser investigado, principalmente porque aquilo que os professores já sabem pode ser um obstáculo para implementação de atividades inovadoras. Assim, o presente estudo tem com objetivo discutir os obstáculos didáticos que a literatura tem apontado para processos de inovação, fazendo aproximações com a inserção da FMC na Educação Básica. Para isso, partimos da ideia que há uma tradição de ensino-aprendizagem de física na qual a maioria dos professores está imersa, que configura os seguintes obstáculos didáticos: Falta de domínio do conteúdo, Metodologia tradicional de ensino, Avaliação tradicional, Organização rígida das atividades, Currículo tradicional.

Siqueira, M., Montanha, L., Batista, C. A., & Pietrocola, M. (2018). 1A032 Obstáculos didáticos na inserção da Física Moderna e Contemporânea: um olhar a partir da formação de professores. Tecné Episteme Y Didaxis TED, (Extraordin). Recuperado a partir de http://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/8704
ASTOLFI, J.P. (1994). El trabajo didáctico de los obstáculos, en el corazón de los aprendizajes científicos. Enseñanza de las Ciencias, 12(2), 206-216.
ASTOLFI, J.P. (1988). El aprendizaje de conceptos científicos: aspectos epistemológicos, cognitivos y linguisticos. Enseñanza de las Ciencias, 6(2), 147-155.
BACHELARD, G. (1996). A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Rio de Janeiro, RJ: Contraponto.
BATISTA, C. A., & SIQUEIRA, M. (2017). A inserção da Física Moderna e Contemporânea em ambientes reais de sala de aula: uma sequência de ensino e aprendizagem sobre radioatividade. Caderno Brasileiro de Ensino de Física. 34(3), 880-902.
BEJARANO, N., & CARVALHO, A.M.P. (2003). Tornando-se professor de Ciências: crenças e desafio. Ciência & Educação, 9(1), 1-15.
BROCKINGTON, G. (2005). A Realidade escondida: a dualidade onda-partícula para alunos do Ensino Médio (Dissertação de mestrado). Intituto de Física, Universidade de São Paulo, São Paulo.
BROUSSEAU, G. (1986). Fondements et méthodes de la didactique des mathématiques. Recherches en Didactique des Mathématiques, 7(2).
COUSO, D. (2009). Science teacher´s professional development in contexts of education innovation: analysis of three initiatives. (Tese de doutorado). UAB, Barcelona.
DAVIS, K. (2003). Change is hard: What science teachers are telling us about reform and teacher learning of innovative practices. Science Education, 87(1), 3-20.
GIL-PÉREZ, D., & CARVALHO, A. (2000). Dificultades para la incorporación a la enseñanza de los hallazgos de la investigación e innovación en didáctica de las ciencias. Educación Química, 11(2), 244-251.
LOPES, A. R. C. (1993). Contribuições de Gaston Bacherlad para o ensino ao Ciências. Enseñanza de las Ciências. 11(3), 324-330.
MONTEIRO, M. A., NARDI, R., & BASTOS FILHO, J. B. (2012). Física Moderna eContemporânea no ensino médio e a formação de professores: desencontros com a ação comunicativa e a ação dialógica emancipatória. Revista Electrónica de Investigación en Educación en Ciencias. 8(1), 1-13.
OSTERMANN, F., & MOREIRA, M. A. (2000). Física contemporánea em la escuela secundaria: uma experiencia en el aula involucrando formación de profesores. Enseñanza de las Ciencias, 18(3), 391-404.
PEREIRA. P., & OSTERMANN, F. (2009). Sobre o ensino de física moderna e contemporânea: uma revisão da produção acadêmica recente. Investigação em Ensino de Ciências. 14(3), 393-420.
PIETROCOLA, M. (2017). Curricular innovation and didactic-pedagogical risk management. In: PIETROCOLA, M. & GURGEL, I. (Orgs.). Crossing the border of the traditional science curriculum: innovative teaching and learning in basic science education.(pp.1-21). Rotterdam: SensePublishers.
SABINO, A., & PIETROCOLA, M. (2016). Saberes docentes desenvolvidos por professores do ensino médio: um estudo de caso com a inserção da Física Moderna. Investigações em Ensino de Ciências. 21(2), 200-216.
SIQUEIRA, M. (2012). Professores de física em contexto de inovação curricular: saberes docentes e superação de obstáculos didáticos no ensino de Física Moderna e Contemporânea. (Tese de doutorado), Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.
TARDIF, M. (2002). Saberes docentes e formação profissional. Petropólis, RJ: Ed. Vozes.
TERRAZZAN, E. (2007). Inovação escolar e pesquisa sobre a formação de professores. In: NARDI. R. (org.) A pesquisa em ensino de Ciências no Brasil: alguns recortes.(pp.145-192). São Paulo, SP: Escrituras.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Article Details