Formação, pesquisa-ação e abordagem de cultura científica: construções conjuntas na Educação Infantil

Noemi Sutil
Marcelino Weirich Ligiane
Neste trabalho, são discutidas possibilidades formativas, considerando processo de pesquisa-ação envolvendo gestores, docentes, crianças e comunidade, em Curitiba, Brasil, em 2014, para a proposição de atividades educacionais para a abordagem de cultura científica na Educação Infantil. As relações estabelecidas entre esses sujeitos foram compreendidas sob as perspectivas da ação dialógica de Paulo Freire e da ação comunicativa de Jürgen Habermas. Os dados compreendem: registros escritos em diário de campo; gravações em áudio e vídeo; trabalhos de alunos; documentos oficiais. Os dados foram analisados por meio de Análise de Conteúdo e estudo de discursos e textos argumentativos. Destacam-se resultados relacionados ao envolvimento em construções conjuntas.
Sutil, N., & Weirich Ligiane, M. (2017). Formação, pesquisa-ação e abordagem de cultura científica: construções conjuntas na Educação Infantil. Tecné Episteme Y Didaxis TED. Recuperado a partir de http://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/4853
Ausubel, D. P., Novak, J. D. & Hanesian, H. (1980). Psicologia educacional. Rio de Janeiro: Interamericana.
Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.
Carr, W., & Kemmis, S. (2004). Becoming critical: education, knowledge and action research. New York: Taylor & Francis e-Library.
Freire, P. (1979). Pedagogia do Oprimido (7ª ed.). Rio de Janeiro: Paz e Terra.
Giroux, H. A. (1997). Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas.
Habermas, J. (2002). Racionalidade e Comunicação. Lisboa: Edições 70.
Van Eemeren, F. H., & Grootendorst, R. (2004). A systematic theory of argumentation: the pragma-dialectical approach. Cambridge: Cambridge University Press.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Formação. Pesquisa-ação. Educação Infantil

Article Details