FUTEBOL MASCULINO NOS JOGOS OLÍMPICOS DE LONDRES/2012: ENQUADRAMENTOS DE ALGUNS TELEJORNAIS BRASILEIROS

Antonio Luis Fermino
Leandro Bianchini
Heitor Luiz Furtado
Josimar Lotterman
Giovani De Lorenzi Pires

 Este artigo surge de uma pesquisa que teve por objetivo analisar os telejornais da Record (JR), da Band (JB) e Nacional (JN - Globo), comparando os enquadramentos dos seus discursos jornalísticos na cobertura do torneio de futebol masculino por ocasião dos Jogos Olímpicos de Londres em 2012. A base teórico-metodológica do estudo foi a teoria do enquadramento (frame analysis), fundamentada na teoria do espelho do interacionismo simbólico de Evrving Goffman e em uma releitura, para o jornalismo, realizada por Tuckman. A pesquisa teve como resultado a identificação de cinco categorias que se desenvolvem neste artigo: a) Os direitos televisivos e cobertura jornalística; b) O não agendamento; c) O nacionalismo; d) A personificação e d) O infoentretenimento. A análise conclui que os  telejornais evidenciam como o telejornalismo foi marcado por interesses comerciais das emissoras que detinham ou não os direitos de transmissão dos jogos.

Fermino, A., Bianchini, L., Furtado, H., Lotterman, J., & De Lorenzi Pires, G. (2017). FUTEBOL MASCULINO NOS JOGOS OLÍMPICOS DE LONDRES/2012: ENQUADRAMENTOS DE ALGUNS TELEJORNAIS BRASILEIROS. Lúdica Pedagógica, (25). https://doi.org/10.17227/ludica.num25-7027

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Article Details