Encabezado de página

FUTEBOL MASCULINO NOS JOGOS OLÍMPICOS DE LONDRES/2012: ENQUADRAMENTOS DE ALGUNS TELEJORNAIS BRASILEIROS

Antonio Luis Fermino, Leandro Bianchini, Heitor Luiz Furtado, Josimar Lotterman, Giovani De Lorenzi Pires


DOI: http://dx.doi.org/10.17227/01214128.7027

Resumen


 Este artigo surge de uma pesquisa que teve por objetivo analisar os telejornais da Record (JR), da Band (JB) e Nacional (JN - Globo), comparando os enquadramentos dos seus discursos jornalísticos na cobertura do torneio de futebol masculino por ocasião dos Jogos Olímpicos de Londres em 2012. A base teórico-metodológica do estudo foi a teoria do enquadramento (frame analysis), fundamentada na teoria do espelho do interacionismo simbólico de Evrving Goffman e em uma releitura, para o jornalismo, realizada por Tuckman. A pesquisa teve como resultado a identificação de cinco categorias que se desenvolvem neste artigo: a) Os direitos televisivos e cobertura jornalística; b) O não agendamento; c) O nacionalismo; d) A personificação e d) O infoentretenimento. A análise conclui que os  telejornais evidenciam como o telejornalismo foi marcado por interesses comerciais das emissoras que detinham ou não os direitos de transmissão dos jogos.


Palabras clave


telejornalismo; enquadramento; jogos olímpicos; futebol masculino

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


Copyright (c) 2017 Lúdica Pedagógica

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.